Egito: Parlamento aprova estado de emergência

Parlamento egípcio aprovou o estado de emergência no país, decretado pelo Presidente Abdel Fattah al-Sissi depois dos atentados de domingo contra duas igrejas cristãs copta, anunciou a televisão estatal local.

Segundo a televisão estatal Nile News, os deputados aprovaram por unanimidade a medida, que foi publicada no jornal oficial na segunda-feira e que entrou em vigor neste mesmo dia às 13:00 horas locais (12h00 horas de Lisboa).

O Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, decretou no domingo um “estado de emergência por três meses”, em consequência dos atentados à bomba contra as duas igrejas.

De acordo com a Constituição egípcia, o chefe de Estado tinha uma semana para submeter a questão ao Parlamento.