Economia cabo-verdiana cresceu 3,9% em 2017

A economia nacional reforçou, em 2017, o dinamismo evidenciado em 2016. O melhor desempenho da economia cabo-verdiana, que registou um crescimento em volume em 3,9 por cento (3,8 por cento em 2016), foi favorecido pelo fortalecimento do ciclo de recuperação das economias parceiras do país e dos seus mercados de trabalho, bem como por impulsos orçamental (via, sobretudo, execução de investimentos públicos e aumento das despesas com pessoal, com efeito multiplicador relevante) e monetários (em função do reforço de medidas de afrouxamento da política monetária em junho).

 

A performance da economia nacional em 2017 sugere que esta estará reforçando o seu ciclo de retoma. Não obstante, o fortalecimento da sua capacidade produtiva e de resiliência a choques externos (nomeadamente aos ciclos económicos da Europa), condição necessária para o alcance dos níveis de bem-estar ambicionados, interpela as autoridades de política ao desenho adequado e implementação eficiente de um quadro de reformas estruturais.

Estas deverão visar desde a consolidação orçamental para a criação de espaço para políticas contra cíclicas, à expansão do potencial de crescimento da economia, via redução dos riscos e custos de investimentos empresariais, reforço da solidez e desenvolvimento do sistema financeiro, bem como adequação de competências (académicas e profissionais) para a maximização da empregabilidade e produtividade total dos fatores produtivos.

Fonte: BCV






Mais notícias
PUB
PUB
PUB