Reajustamento do mercado petrolífero está a acelerar, defende AIE

Dados da Agência Internacional de Energia revelam que no primeiro trimestre do ano a produção de petróleo e o seu escoamento no mercado esteve "quase equilibrado", apesar do ligeiro aumento de 0,1 milhões de barris por dia.

O relatório mensal da Agência Internacional de Energia (AIE) revelado esta terça-feira em Paris mostra que o reajustamento do mercado petrolífero está a acelerar e que em breve a oferta deve acompanhar a procura. Os dados do relatório foram divulgados apenas nove dias antes da próxima reunião bianual da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), onde se vai decidir se se mantêm os cortes de produção de petróleo.

Dados da AIE revelam que no primeiro trimestre do ano a produção de petróleo e o seu escoamento no mercado esteve “quase equilibrado”, apesar de as reservas terem continuado a aumentar ligeiramente, com mais 0,1 milhões de barris por dia.

Em março deste ano registou-se o segundo decréscimo mensal consecutivo, com uma quebra de 32,9 milhões de barris (equivalente a 1,1 milhões de barris por dia) nas reservas industriais dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE). Assumindo que a tendência de queda se mantém, as reservas industriais devem cair para os 0,7 milhões de barris por dia em abril e prevê-se um decréscimo ainda maior na segunda metade do ano.

A AIE assegura ainda que os acordos de contenção da produção fixados pelo cartel e outros 11 países produtores, com o intuito de provocar uma subida dos preços, se cumpriram em 96%.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB