E-faturas: Fisco não vai prolongar prazo para validação

Muitos contribuintes não conseguiram aceder ao portal devido à grande afluência ao site mas o prazo não vai ser alargado.

orcamento

Ontem foi o último dia para validar as faturas referentes a 2016 e o site das finanças apresentou várias falhas e dificuldades no acesso ao e-fatura.

Em média, “o número de sessões foi 20 vezes superior ao normal”, como noticia a Lusa. A grande afluência de contribuintes no site terá causado a falha do sistema que, de acordo com os números citados pelo Fisco, quase 1,5 milhões de contribuintes quiseram validar as faturas no último dia.

Apesar do prazo não ser alargado os contribuintes podem apresentar uma reclamação ou fazer o preenchimento na declaração de rendimentos até dia 15 de março. Segundo a Autoridade Tributária só será possível consultar e reclamar das despesas gerais e familiares, bem como das despesas com direito à dedução do IVA pela exigência da fatura, que foram comunicadas ao Fisco, no endereço https://irs.portaldasfinancas.gov.pt.

De acordo com o ministério liderado por Mário Centeno, “houve apenas um curto período de total indisponibilidade, de cerca de dois minutos, perto das 20:00”, mas que “nos períodos de maior pico de acesso, o aumento do tempo de resposta foi de cinco segundos” e que “no geral” as inacessibilidades temporárias foram ultrapassadas pelos contribuintes ao “recarregar a página”.

A Associação Nacional de Contabilistas enviou uma carta ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, a que a Lusa teve acesso, a dar conta da “debilidade” e da “incapacidade” do Portal das Finanças para dar resposta às necessidades dos cidadãos.

  • Carlos Reis

    A Associação Nacional dos Contabilistas ainda reclamou da incapacidade do site das finanças, mas a Ordem dos Contabilistas Certificados é que nada.

  • Sheepel

    Só podem estar a gozar…contabilistas incluídos! Têm um ano inteiro para ir validando as facturas e depois querem tempo extra para fazerem o que não fizeram quando muitos outros o fizeram responsavelmente?!
    Portuguesismo da treta…deixar tudo para a última!É nestas coisas que continuamos a mostrar o quão pequeninos somos!

    • Carlos Martins

      Não fale do que não sabe.
      Isto inclui empresários individuais também, os quais têm trabalho redobrado ao terem que escolher factura a factura se estas são profissionais ou individuais e ainda de que tipo são.
      Poderemos estar a falar de centenas ou milhares de facturas a verificar apenas num mês.
      A desculpa dos responsáveis das finanças pelos 5 segundos a mais e não sei o quê, mereceria uma resposta à altura desses pseudo profissionais da treta.
      Tempo é dinheiro e as finanças têm que estar à altura do que exigem ou então arranjem um portal só para profissionais.

      • Anonimo

        por essa logica os prazos seriam sempre elasticos

        • N’uno

          Não, por essa lógica as coisas eram implementadas como deve ser e não em cima do joelho. Se eu posso descarregar a informação das minhas facturas, porque não hei-de poder carregar a mesma já classificada, rematando o tema de uma vez só?
          Para além desta dificuldade de ter que picar uma a uma, mesmo que analisadas e classificadas offline, acresce a de que a informação que se pode descarregar não indica se as facturas estão classificadas dentro ou fora da actividade.
          Isto será falta de visão, falta de vontade, ou simples incompetência.

          • Anonimo

            explique la essa treta, começa um ano fiscal, vai passando facturas e espera o ultimo mes do ano para validar? porra fazendo todos assim claro, bloqueiam o sistema antes bloquevam as repatiçoes com filas e nunca sao culpados, a culpa e sempre dos outros.

          • N’uno

            Não sei onde foi buscar essas ideias, e também não sabe do que fala. Um empresário em nome individual tem declarações de IVA mensais ou trimestrais, o que significa que isso de ir lá quando o rei faz anos é impossível. Também não lhe vou explicar porque é muito complicado classificar, validar e até inserir as facturas que não aparecem. Validar o que está pendente não chega.

          • Anonimo

            com a informatica isso nao colhe uma empresa pode por la as facturas e os contribuintes so tem que ir la e valida-las, porque ontem um milhao e meio fez isso

          • N’uno

            Como posso argumentar com alguém que assume que sou info-excluído e nada percebe do que estamos a falar? Com a informática isso não colhe? Santa ignorância…

          • Anonimo

            pois nao, esta bem o senhor nao consegue validar as suas facturas, como um milhao e meio dentro do prazo, isso ja eu percebi. precisam de prazos elasticos. e valido as minhas, outras registo-as, escolho se e dentro da actividade ou nao, o tipo sem problemas.

          • N’uno

            Mais informação inventada. Quem disse que eu não consegui validar as minhas facturas? Fiz muito mais que isso, mas não vale a pena. Não mantém qualquer contabilidade, seguramente.

          • Anonimo

            entao queixa-se de que esta aqui a fazer de troll, e que a noticia diz precisamente isso devido a enorme afluencia o sistema nao respondia, e entao agora dou-lhe o meu testemunho pessoal ontem entre as 20horas e as 21 tendo ja tudo validado desde o dia 10 dicidi ir ver se apareceria alguma factura mesmo no limite, pois bem nao consegui. porque ontem, porque o portuga e assim. um mes antes ja eu tenho toda a documentaçao pronta pra entrega e validaçoes, ate porque entrego de emigrantes tenho acesso a segurança social francesa e no final de janeiro ja la estoa as declaraçoes, e so imprimir antes era preciso que viessem pelo correio quase em cima dos prazos, o senhor nao tem de que se queixar anda aqui a encher o saco como se costuma dizer

          • N’uno

            Mande vir com esses maus que o impediram de validar as facturas que pudessem ter escapado, mas deixe de chamar nomes que não correspondem à realidade, pois ninguém aqui está a ser troll. Por acaso leu a notícia na totalidade, ou foi só mesmo a parte do portal ter “aterrado”? E percebeu mesmo o que estamos a comentar? Enfim, desisto. Pela última vez afirmo que não vale a pena.

          • Anonimo

            o senhor nao entende mesmo, por isso so pode ser um troll, eu nao estou a mandar vir com o sistema, ao contrario de si, eu estou a dizer que os portugas deixam tudo para o fim bloqueiam os sistemas devido a afluencia de ultima hora criam filas, e o senhor dz para eu mandar vir eheheh.

          • Anonimo

            entao queixa-se de que? esta aqui a fazer de troll, e que a noticia diz precisamente isso devido a enorme afluencia o sistema nao respondia, e entao agora dou-lhe o meu testemunho pessoal ontem entre as 20horas e as 21 tendo ja tudo validado desde o dia 10 dicidi ir ver se apareceria alguma factura mesmo no limite, pois bem nao consegui. porque ontem? porque o portuga e assim. um mes antes ja eu tenho toda a documentaçao pronta pra entrega e validaçoes, ate porque entrego de emigrantes tenho acesso a segurança social francesa e no final de janeiro ja la estao as declaraçoes, e so imprimir antes era preciso que viessem pelo correio quase em cima dos prazos, o senhor nao tem de que se queixar anda aqui a encher o saco como se costuma dizer

          • Anonimo

            olhe ja agora, todos os meses vao ao portal finanças e valido o que estja pendente, no ultimo mes e uma maravilha

        • Carlos Martins

          A minha lógica passa pelo governo inventar outro sistema, porque este obriga-me a perder muito tempo com inutilidades no lugar de estar a trabalhar e a produzir.
          Isto multiplicado por umas dezenas de milhares de empresários em nome individual causará perdas graves à economia.
          O Estado pôs os empresários a fazer o trabalho que era da sua competência, ou seja, confirmar a veracidade dos documentos emitidos.

          • Anonimo

            força nisso volte ao antigo entrega em papelinho..

      • Sheepel

        Carlos Martins, eu valido faturas de mais duas pessoas, uma delas com atividade aberta e remunerações individuais e por conta de outrém e faço a validação regular das faturas no portal mesmo por causa dessa situação (para não ter que fazer tudo de uma só vez).

        Mas ainda bem que alguns conseguem e outros não…o sistema não é perfeito mas não responsabilizemos apenas e só o Ministério e os seus funcionários e muito menos a capacidade de resposta do portal. Porque antes dos últimos dias funciona quase perfeitamente.

        • N’uno

          Notoriamente tem tempo, coisa que quem tem actividade aberta normalmente não terá. E não esquecer que as facturas só “aparecem” quase ou mesmo só no dia 25 do mês seguinte, agora antecipado para 20.
          É óbvio que é difícil desenhar um portal pensado para um pico de 1,5 milhões de acessos no último dia, mas poderiam minimizar o tempo de todos melhorando as funcionalidade de validação.

          • Migui Mau

            Antigamente perdiamos um dia de trabalho nas finanças, agora perdemos 2 dias de trbalho, a fazer essa burocracia do e-fatura o ano inteiro.

          • N’uno

            Para 2 dias chegarem para um trimestre têm que ser dois dias muito bem aproveitados…

          • Frankie

            2 dias = 48 h – 14h a dormir = 34 h / 12 meses = +- 3 h/mês

          • Sheepel

            Nem é uma questão de ter tempo, é mesmo de abdicar de tempo útil para ter que ter isto feito e organizado. Por isso ajudo as pessoas em questão, que são meus pais, pois não têm disponibilidade para o fazer.

            O portal poderia ser bem mais acessível em muitas das suas funcionalidades. É certo. Mas enquanto temos este sistema, temos que nos adaptar a ele…e esperar que continue a melhorar!

            Mas o tempo não é elástico obviamente…mas quem teve tempo ontem não o arranjou antes? Para mim, o contribuinte comum não tem como justificar não ter ido lá antes. Há quem o faça mensalmente, há quem o faça trimestralmente…mas fazê-lo nas últimas 24h já sabendo das limitações que têm existido nestes portais…

          • N’uno

            Eu não deixei para ontem, mas fiz um esforço hercúleo para o terminar um dia antes… Não podemos assumir que há tempo para lidar com as ineficiências do portal. Eu não o tenho, definitivamente. E não é simplesmente procrastinação. Longe disso.

        • N’uno

          Sheepel, depois há-de explicar-nos, se tiver essa oportunidade, o conceito de “quase perfeitamente”. Como classifica centenas de facturas, mesmo falando de um mês, dentro ou fora da actividade, valida NIFs, datas, valores, pré-classificação da AT, etc., e ainda por cima determina as que tem que inserir e as que simplesmente lá estão a mais, ou com formatos diferentes do esperado? Se tiver uma forma expedita de o fazer agradeço uns conselhos, pois eu não estou a ver como. Só com funcionalidades melhoradas, claro.

        • onlyghost

          Você continua a falar do que não sabe e só vem para aqui dizer disparates e tal….ou é pago para escrever o que escreve.

      • Carlos Gonçalves

        Estou cheio de pena!

      • Valdemar Cunha

        e não estamos a falar de meia dúzia de faturas… e se repararem as faturas da luz e agua têm de ser confirmadas duas vezes… uma para a luz e a outra.. para direitos audiovisuais ou qq coisa assim…. outra para a agua e depois saneamento… sempre a provocar o erro…

        • N’uno

          Isso se não tiver gás. Até há pouco era uma factura para a luz e gás e outra para a taxa audiovisual. Agora começaram a aparecer no e-factura separadamente, três facturas com a mesma data.

    • Migui Mau

      Ou seja o fim do prazo tem ser sempre no dia anterior ao fim do prazo.

      • Migui Mau

        Mas assim o prazo passa passa a ser o dia anterior.

    • josé vale

      Se o prazo terminava a 15 de Fevereiro de 2017, porque razão não se pode conferir as facturas às 23h e 50m desse mesmo dia? será irresponsabilidade? ou será porque quem manda neste Pais é tão pequenino que nem sequer sabe quantos contribuintes estão registados no portal das finanças e que a possibilidade de uma grande afluência pode acontecer em qualquer altura?
      Se este prazo fosse para pagarmos não teria havido problemas.
      O facto de sermos pequeninos está em pormenores como este, grandes políticos (governo) grandes cidadãos,
      isto porque o exemplo vem sempre de cima.

    • André Dias

      Totalmente de acordo! As pessoas “normais” que apenas tenham que validar as faturas das compras que fizeram durante o ano, podem perfeitamente fazer a validação antes do fim do prazo… Mas preferem deixar para a última.
      É bem feito!

    • Frankie

      Nem mais. Eu validei facturas de 9 pessoas e nunca precisei de mais de meia hora por mês para o fazer. Prolongam o prazo e no fim desse prolongamento, vêm com a mesma choraminguice? Haja método e menos reclamações.

      • N’uno

        Validar aqui não é simplesmente ir lá e picar a categoria. Se fizesse alguma contabilidade para essas 9 pessoas perceberia.

        • Frankie

          Mas eu apenas gasto meia hora para 9 pessoas por MÊS. Se és contabilista e tiveres que fazer alguma “contabilidade” deves ter, no mínimo, 8 horas por DIA para validar. Afinal é para isso que os teus clientes te pagam. Ou não?

          • N’uno

            Ora aí está, eu não sou contabilista.

          • Frankie

            Se não és contabilista e demoras mais que meia hora por mês a validar factura que na sua maioria vão para “outros”, nada a dizer.

            Só não entendo porque, não sendo contabilista, te queres fazer passar por um “contabilista” ( pelos vistos fazes alguma contabilidade para alguns) e não deixas isso para profissionais. Se calhar é muita areia. Não sei, digo eu.

          • N’uno

            Já algum dia tiveste que preencher uma declaração de IVA? Achas que devo pagar no mínimo 150€ por mês (450€ por declaração trimestral) a um contabilista para me fazer esse trabalho? Abre uma actividade que envolva várias facturas por dia, de fornecedores entenda-se (as de clientes não entram neste filme) e preenche declarações de IVA. Depois falamos. Vais entender.

          • Frankie

            Não sou contabilista. Não preencho declarações de IVA. E que, eu me tenha apercebido, estávamos a “discutir” validações de facturas na plataforma e-facturas em sede de IRS. Não entregas de IVA. Que, presumo, devam demorar mais uma horita por MÊS?

            Argumentar IVA com IRS é, na minha opinião, mudar o bico ao prego.

            Além de que, pelos vistos, prolongar o prazo por mais uma semana resolve esses problemas todos que não conseguiste resolver nos outros 365 dias?

            Seja como for, a grandissima maioria das validações são muito simples

          • N’uno

            A declaração de IVA depende da correcta classificação e validação no e-factura. Onde é que estou a virar o bico ao prego? E tem impacto directo no meu IRS. Eu não me queixo da contabilidade que tenho que manter para preencher estas declarações, mas sim da dificuldade em garantir que todas as minhas facturas estão no e-factura nas mesmas condições que as espero, devidamente classificadas na actividade e categoria correctas.
            Por último, a declaração de IVA em si demora bem menos de uma hora por trimestre.

          • N’uno

            Mas concordo contigo quando dizes que a grande maioria das validações serão simples. Mas há muitos como eu no meio da confusão, com realidades bem diferentes, mas igualmente dependentes do mesmo processo. Há é factores de escala e de rigor muito diferentes, com consequências bem mais graves do que falhar algumas deduções no IRS.

          • Frankie

            Eu, enquanto elemento final da cadeia, não me interessa a declaração de IVA. Isso é problema de quem factura. E mesmo esses fazem isso trimestralmente. Dai não se percebe a relevância para a discussão.

            A mim interessa-me validar as facturas no e-facturas e creio que isso é o que interessa à grande maioria dos contribuintes portugueses.

          • N’uno

            Grande confusão! Então eu não sou também um elemento final da cadeia? Tenho as mesmas necessidades dos outros todos, assim como as da actividade, e a confusão da mistura das duas no mesmo sistema. Estamos todos no mesmo barco, mas com “dores” muito diferentes, infelizmente.

          • Frankie

            Nenhuma confusão. Além daquela que mistura IRS, que é o que se discute aqui e pelo qual há quem reclame um prolongamento de prazo, e a elaboração e entrega de IVA que nada tem a ver para o assunto. Se se refere a essa confusão, não fui eu quem a trouxe à discussão.

            O meu barco, porque validei em tempo útil todas as minhas obrigações fiscais, está a salvo em doca protegida

          • N’uno

            Se não percebe o que está por detrás de uma actividade independente e em que medida se misturam IRS, prazos de validação e até declarações de IVA ou outras, então não vale a pena comentar. O ponto que defendo é que o portal deveria facilitar as validações em massa, como forma de optimizar o tempo de todos, evitando assim que sobrem situações para muito perto do fim do prazo. Já agora, eu também validei em tempo útil, mas por pouco.

    • onlyghost

      Você é burro e come palha!!!! Só assim consegue justificar os disparates que acabou de dizer.

    • onlyghost

      És um perfeito par.v.a.lhão que se julga muito inteligente, só assim se justifica a forma como colocas tudo dentro do mesmo saco, revelador de ignorância pura e dura.

    • Artur Marques de Oliveira

      O Sr. por acaso sabe o que é chegar as 20:00 do ultimo dia com dezenas de pessoas numa fila, a grande maioria das pessoas não sabe ler e escrever, e muito menos entender, com um saco de facturas na mão para escolher e validar. e o sistema demorar em alguns casos 10 minutos a abrir uma página. E olhe que sei do que estou a falar. Coisa que me parece o Sr. não saber ou então está mandatado para c… ar meia dúzia de postas de pescada. Se tivessem vergonha na cara nem sequer exigiam ao contribuinte este tipo de palhaçadas que não servem rigorosamente para nada a não ser coscuvilhar a vida alheia. Tenho dito.

    • Diogo

      espere ai um pouquinho dou razão quase na totalidade, mas ao bom costume do português fica tudo para o ultimo minuto. Apenas não se tem um ano inteiro para validar as faturas, pois se fizer uma compra em Setembro por exemplo me explique la onde está esse ano de que fala.

    • Danysan

      O ESTADO deveria liderar pelo exemplo…
      …no entanto é o primeiro a exigir que o cidadão cumpra quando ele (o ESTADO) não o faz!!! Pese embora, em abono da verdade, que é factual o Portuguesismo de deixar tudo para a ultima hora e desenrascar!

      Tem razão, “nestas coisas continuamos a mostrar o quão pequeninos somos”, a começar pelos que deveriam ser os nossos lideres, os nossos representantes, os nossos melhores!

      Cmpts

      PS: Com certeza não prejudicará a “dedicação” em cumprir os défices este “esquecimento” do já habitual estender de prazos para o IRS. Curioso que apenas findo o prazo se tenham lembrado do aviso da não extensão do prazo…

  • Tripé

    o estado NUNCA foi pessoa de bem.

  • Tripé

    TRIBUNAIS EUROPEUS com o ESTADO.
    já somos a chacota da justiça europeia…

  • Nuno Flores

    Pelo menos esta não é culpa do ministro Cêntimos com os seus lapsos de entendimento.
    Os contribuintes também tiveram um lapso de entendimento quando deixaram a confirmação de faturas para a noite do ultimo dia.
    Pensam que os canais de acesso para dados têm capacidade ilimitada a medida da letargia dos tugas?

  • O manjerico.

    ‘A tuga: tudo na ultima hora…

  • Poker_alho

    O típico tuguinha só acorda na 24ª hora e depois a culpa é de tudo e de todos pelo desleixo próprio. Por essa ordem de ideias todos os prazos seriam sempre dilatados até que todos os preguiçosos se dignassem a fazer algo que pode ser feito sem qualquer stress ao longo do ano. Nenhum sistema racionalmente desenhado suporta picos de milhões de acessos apenas 5 ou 6 horas por ano. Seria como comprar um autocarro de 50 lugares para transportar 2 pessoas todos os dias só porque um dia por ano poderiam aparecer 50 pessoas para transportar. É a pura estupidez lusitana no seu melhor.

  • Joaquim S

    Estou a pensar numa grande parte da população (idosos e não só)…

    Mas por alma de que Santo, é que somos obrigados a:
    1º – Possuir um PC;
    2º – Ter uma boa velocidade de comunicação de dados (ultimamente tenho tido menos de 1 MB);
    3º – Tirar um curso para saber trabalhar no PC;
    4º – Tirar outro curso para saber utilizar de forma correta o “Portal”;
    5º – Gastar TODOS OS MESES parte do meu pequeníssimo tempo de lazer para VALIDAR faturas …..

    É PÁ … CHEGA !!!!!!!!!!!!!

    • Frankie

      Por essa ordem de ideias não haveria carros, não haveria telefones, não haveria evolução. Pelos vistos é melhor estar horas e horas, dias e dias numa repartição para entregar o modelo.

      Como em tudo na vida, há os que evoluem e há os velhos do restelo.

      • Joaquim S

        Leste a 1ª frase ?

        mais …

        Chamas EVOLUÇÃO à forma como se alterou a dedução à coleta do IRS ???
        Despesas gerais de 835/ano (70/mês) por sujeito passivo, TER DE AS JUSTIFICAR ???
        ACHAS ISTO DE BOA-FÉ ????

        Achas normal termos de VALIDAR faturas devidamente solicitadas aos fornecedores ????
        Então as faturas não formam bem emitidas ????

        Quem tem que validar É a AT

        É ISTO O SIMPLEX ?????

        • Frankie

          Sim li a 1ª frase.

          Sim, acho normal teres de ser tu a validar. O IRS é teu.
          Sim, chamo a isto evoluir.

          Se não queres ter de as justificar/validar pura e simplesmente não as pedes.

          Preso por ter cão e por não ter. Vá-se lá entender este povo!

          • Joaquim S

            Entendes ao menos isto?:

            Chamas EVOLUÇÃO à forma como se alterou a dedução à coleta do IRS ???
            Despesas gerais de 835/ano (70/mês) por sujeito passivo, TER DE AS JUSTIFICAR ???
            ACHAS ISTO DE BOA-FÉ ????

  • peter pan

    agora não dá geito ….quando foi a cena das dívidas ao fisco e SS tempo não faltou porque precisavam do $$$$ para mostarr serviço no valor do defice

  • Carlos Gonçalves

    E assim mesmo!!! Tiveram 1 ano para validar as faturas e agora foi tudo a correr… Mesmo à portuga!

  • Pesquisem por: “Manual Católico, formação, confirmação e convite a verdadeira conversão.” Jesus sendo Deus não escolheu nascer em palácios ou em berço de ouro e entre nobres, pelo contrario, ele escolheu nascer em uma manjedoura, oque é um cocho em um curral, estava rodeado de animais e foi inicialmente saudado por pastores que cuidavam de seus rebanhos nas redondezas. Jesus não pregou a riqueza, viveu na pobreza, na dura realidade de longas e cansativas jornadas de trabalho e padeceu durante sua vida de fome e sede. MANUAL CATÓLICO!

    • Pies

      …era tão bom que Deus pagasse os meus impostos! …mas não há milagres.

  • Paulo Pinto

    Calma, se for como no ano passado, haverá sempre a hipótese de se colocar manualmente os valores na declaração, sobrepondo assim aos valores do portal. Como disse, este ano não sei se poderá ser dessa forma.

    • onlyghost

      Infelizmente não dá, pois a declaração não permite o acesso às designadas despesas gerais, permitindo apenas o acesso às de saúde e educação.
      Vai obrigar à apresentação de reclamações, o que, para além de moroso certamente atrasará a liquidação das declarações.
      Só mesmo à estalada é que esta gente merece ser tratada.

      • Paulo Pinto

        Compreendo, efectivamente quanto a essas no ano passado não era possível alterar. É um questão do contribuinte verificar se vale a pena ou não reclamar, pelos valores em causa, pode acontecer que os montantes mais importantes/facturas por classificar estejam do lado das despesas da educação e saúde.

  • Valdemar Cunha

    tens toda a razão.. o portuga deixa tudo para ultima… contudo, o estado procura tb provocar o ERRO… 40% das receitas das finanças são derivadas de multas e atrasos…. abram os olhos… FPB (funcionário Publico Braga). vê-la quantos milhões o estado não vai poupar… por causa duma plataforma que não presta, não funciona… ainda utilizam o java…. por favor… uns dos programas mais vulneráveis… o java… fonix…

  • Pies

    …não tive qualquer problema! …faço sempre a validação das faturas no ultimo dia, assim como meto o IRS de preferência no ultimo minuto, como é para pagar não tenho pressa nenhuma…

  • Artur Marques de Oliveira

    Alguém me sabe dizer porque é que o meu comentário foi eliminado… por acaso dizia algo que não devia?