Diário da República confirma subida das rendas no próximo ano

As rendas vão aumentar 1,12% em 2018, de acordo com os dados da inflação, que servem de referência ao coeficiente de atualização anual das rendas, divulgado a 12 de setembro pelo Instituto Nacional de Estatística.

Cristina Bernardo

A subida das rendas no próximo ano foi esta segunda-feira confirmada em publicação no Diário da República, depois de o Instituto Nacional de Estatística (INE) apurar o coeficiente de atualização anual de renda dos diversos tipos de arrendamento.

“Nestes termos, torna-se público, em cumprimento do disposto no n.º 2 do artigo 24.º da Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro e n.º 5 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 294/2009, de 13 de outubro, que o coeficiente de atualização dos diversos tipos de arrendamento urbano e rural, para vigorar no ano civil de 2018 é de 1,0112”, refere o diploma (aviso n.º 11053/2017).

As rendas nacionais vão aumentar 1,12% em 2018, de acordo com os dados da inflação, que servem de referência ao coeficiente de atualização anual das rendas, divulgado a 12 de setembro pelo INE. Por cada 100 euros de renda atual, os inquilinos vão ter de pagar mais 1,12 euros no próximo ano.

O Índice de Preços ao Consumidor (sem habitação) dos 12 meses que terminam em agosto ficou nos 1,12%. O valor é utilizado para calcular a atualização das rendas no ano seguinte, segundo o Novo Regime do Arrendamento Urbano e Novo Regime de Arrendamento Rural. A confirmação fica completa com a publicação em Diário da República até 30 de outubro. Desta vez, a ‘luz verde’ do Governo chegou mais de um mês antes do prazo máximo estabelecido pela lei.

Rendas das casas vão ficar 1,12% mais caras no próximo ano






Mais notícias
PUB
PUB
PUB