Início2018Fevereiro (Página 93)

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, manifestou hoje em Madrid a sua satisfação pela provável designação de Luis de Guindos, para suceder a Vítor Constâncio na vice-presidência do BCE. É adepto do Atlético de Madrid, adora jogar ténis e é fã de Rafael Nadal.

O português será substituído pelo espanhol Luis de Guindos na vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE). Chegou ao lugar logo após o pico da crise e foi um um dos impulsionadores da reforma financeira da zona euro, mas um crítico das 'fintech' e criptomoedas.

O ministro esclarece que "tendo conhecimento do interesse da SCML em investimentos financeiros, o Governo sugeriu que a Santa Casa avaliasse a possibilidade de entrar no capital da CEMG". Isto é, foi o Governo que sugeriu que a Santa Casa entrasse no capital do Montepio.

Em comunicado, o partido pede que "ao invés de gastar recursos municipais a estudar a hipótese de enfrentar o Estado Português, deveria utilizar esses recursos a assegurar a plenitude jurídica no ressarcimento do que espoliou à comunidade que nela confia".

“A bola agora também está do nosso lado. Serão necessários procedimentos nacionais para aprovar o desembolso de 5,7 mil milhões de euros, assim que as instituições validarem a conclusão das ações pendentes”, destacou o presidente do Eurogrupo.

As autoridades portuguesas afirmam ter recebido as primeiras informações sobre a mina e fábrica em abril de 2016 e que Espanha justificou não fazer as consultas.

A tecnológica inaugurou esta segunda-feira o primeiro i-Experience Center 4, o centro de experimentação e desenvolvimento de projetos destinados à Indústria 4.0. O investimento corresponde a uma das medidas do Programa Indústria 4.0 e envolveu mais de 100 mil euros.

“Tivemos uma curta troca de pontos de vista no Eurogrupo e queria destacar que foi uma decisão unânime”, referiu o presidente do Eurogrupo.

A criação da figura do "DOP" é um dos desafios colocados pelo Novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor a 25 de maio.

"Nós do nosso lado estamos a trabalhar. Estou a lutar há muito tempo e continuarei a lutar por isso (...). Acredito que o centro direita só voltará a governar se tiver uma maioria de 116 deputados", disse a presidente dos centristas.