Ministério Público rejeita acusações de Orlando Figueira contra Proença de Carvalho

O Ministério Público alega questões formais para não aceitar acusações contra Daniel Proença de Carvalho, no âmbito do proceso Fizz.

Cristina Bernardo

O Ministério Público (MP) pediu que as acusações feitas pelo ex-magistrado Orlando Figueira contra Daniel Proença de Carvalho, no âmbito do processo Fizz, não tenham seguimento, noticia o “Correio da Manhã” (CM) desta quarta-feira.

Segundo um requerimento assinado pelo procurador José Gois, de acordo com o CM, o documento onde constam as acusações contra Proença de Carvalho não pode tornar-se “sub-repticiamente” numa contestação encapotada, realçando que  dificilmente “os factos que da mesma contam possam ser chamados à colação em sede de audiência”.

Também o banqueiro Carlos Silva é envolvido nas acusações feitas por Orlando Figueira, segundo o CM. O julgamento do proceso Fizz está marcado para o dia 22 de janeiro.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB