CTT quer fechar loja no Arco da Calheta

Os CTT preparam-se para encerrar mais 21 lojas em Portugal diz o ECO.

O ECO avança que os CTT têm planos para encerrar 22 lojas entre elas a do Arco da Calheta na Madeira.

O fecho de lojas não rentáveis estava previsto no plano de reorganização dos CTT que prevê a saída de 800 trabalhadores até 2020, diz o Dinheiro Vivo.

“Deu esta terça-feira entrada nos serviços da Comissão de Trabalhadores um pedido de parecer para o encerramento de 21 lojas, depois de na semana passada ter sido feito o pedido de parecer para o encerramento de uma loja [Arco da Calheta, Madeira]”, disse José Rosário, coordenador da Comissão de Trabalhadores dos CTT, ao Dinheiro Vivo.

Socorro, Junqueira, Filipa de Lencastre, Olaias (Lisboa), Camarate (Loures), Aldeia de Pai Pires (Seixal), Lavradio (Barreiro), Alpiarça (Santarém); Alferrarede (Abrantes), Asprela, Areosa, Galiza (Porto); Riba d’Ave (Vila Nova de Famalicão), Termas de São Vicente (Penafiel), Paços de Brandão (Santa Maria da Feira), Freamunde (Paços de Ferreira), Araucare (Vila Real), Universidade (Aveiro), Barrosinhas (Águeda); bem como Avenida (Loulé) são as lojas previstas encerrar em Portugal Continental, nas regiões autónomas estão previstos dois encerramentos: Calheta (Ponta Delgada) e Arco da Calheta (Madeira), são as lojas que estão previsto encerrar de acordo com o Dinheiro Vivo.





Mais notícias