Crise no Sporting: órgãos sociais anteciparam demissões que iriam ocorrer após final da Taça

Demissões no Conselho Fiscal e Assembleia Geral já estavam planeadas ainda antes dos incidentes em Alcochete, segundo fonte próxima ao processo. Com o agravamento da crise no Sporting CP, decisão ia ser anunciada depois da final da Taça de Portugal mas acabou por ser antecipada.

As demissões no Conselho Fiscal e da Assembleia Geral do Sporting CP, que decorreram ao início da tarde de hoje, foram antecipadas sendo que as mesmas estavam previstas acontecer após a realização da final da Taça de Portugal para “não destabilizar” o clima interno que se vive antes do jogo no Jamor, de acordo com fonte próxima ao processo.

Alguns membros destes órgãos sociais já tinham tomado a decisão da demissão ainda antes dos incidentes na Academia de Alcochete, nomeadamente depois dos episódios que se seguiram ao jogo com o Atlético de Madrid.

“Estava decidido anunciar a demissão [da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal e Disciplinar] na segunda-feira, após a final da Taça para não destabilizar. Mas já está tudo destabilizado, não valia a pena continuar. Por isso, a formalização foi antecipada”, revela fonte próxima ao processo ao “Jornal Económico”.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB