Coreia do Norte preparada para dar resposta a qualquer ataque nuclear

A Coreia do Norte está preparada para dar resposta nuclear a qualquer ataque nuclear, afirmou hoje Choe Ryong-Hae durante uma cerimónia realizada antes do desfile militar organizado para comemorar o 105.º aniversário do nascimento do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-Sung.

“Há a sensação que um conflito pode eclodir a qualquer momento” na península da Coreia: o aviso foi feito pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da China, o principal aliado de Pyongyang, poucas horas antes do arranque das celebrações do 105.º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, o fundador do regime, avançou a Euronews.

Na verdade, hoje Choe Ryong-Hae durante uma cerimónia realizada antes do desfile militar organizado para comemorar o 105.º aniversário do nascimento do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-Sung, afirmou que “estamos prontos para responder a uma guerra total por uma guerra total, e estamos preparados para responder a qualquer ataque nuclear com um ataque nuclear à nossa maneira”.

Segundo a Lusa Kim Jong-il presidiu ao desfile organizado para celebrar o “Taeyangjeol” (“Dia do sol”), o aniversário de Kim Il-sung, avô do atual líder norte-coreano e considerado o fundador da Coreia do Norte, o primeiro líder da dinastia que controla o país há mais de 70 anos. Tropas e equipamentos militares desfilaram, como é tradição, na praça Kim Il-Sung, epicentro da capital norte-coreana.

A Euronews por sua vez adianta que a possibilidade de a Coreia do Norte efetuar um ensaio nuclear nas próximas horas, aumenta os receios da comunidade internacional de que a trégua, numa guerra que começou em 1950, seja rompida com consequências imprevisíveis.

Donald Trump já tinha afirmado na quinta-feira, que “a Coreia do Norte é um problema” e que “o problema será tratado”. Na sexta-feira, o Tesouro norte-americano admitiu oficialmente, que a China não está a manipular a moeda para dar folgo às exportações, o que pode ser visto como uma tentativa de conseguir que Pequim, pelo menos, feche os olhos a uma retaliação de Washington contra Pyongyang no caso de o ensaio nuclear ser realizado. A agência europeia avança ainda que a Coreia do Norte respondeu aos Estados Unidos para acabarem com o que classifica de “histeria militar” e promete uma “resposta sem piedade” a qualquer ataque.

Entretanto, o porta-aviões norte-americano Carl Vinson já chegou à região e está pronto para combate.

 

Mais notícias