Como proteger as crianças na internet: um guia para pais e filhos

Conheça algumas dicas de segurança para pais e filhos. Relação de confiança é um dos principais métodos de proteção.

A Internet é cada vez mais um meio atrativo de meios ilegais. Seja a nível particular ou empresarial a segurança é fundamental para proteger todo o tipo de dados. No âmbito familiar essa segurança é uma prioridade, principalmente para quem tem filhos e por isso deixamos algumas dicas de proteção para eles, mas também para os pais.

Confiança pais\filhos: todos os pais devem estabelecer uma relação de confiança e acompanhar o que os filhos fazem na vida real e sobretudo virtual.

Diz-me com quem andas: os pais devem procurar saber informações sobre os amigos dos seus filhos, desde a idade ao tipo de comportamento.

Crianças atenção às conversas:  devem sempre comunicar aos pais caso notem que as conversas estão a desenrolar-se de modo estranho, ou surjam pedidos invulgares.

Seja consciente: Todos podemos ser vítimas. É importante termos consciência disso e banirmos o mito da “irrelevância” que leva as pessoas a pensar que só acontece aos outros. Devido à falta de informação essas mesmas pessoas são postas em risco e podem ser alvo de um ataque cibernético.

Utilize sites seguros: É importante navegar em sites seguros, acima de tudo, para fazer compras online em sites cujo protocolo é HTTPS e não os que possuem apenas HTTP. Conseguimos perceber isso no início de um URL. A letra “S”, no final do protocolo, significa que tem um certificado de segurança.

Atualize os programas e aplicações: Manter atualizado todo o software de segurança e outras aplicações que usam os dispositivos e sistemas continua a ser uma das medidas de proteção mais eficazes contra ameaças cibernéticas. Da mesma forma, é aconselhável estar atualizado e rever as notificações que comunicam a descontinuidade do suporte para programas e aplicações, de modo a encontrar alternativas que garantam a segurança.

Escolha produtos seguros: Quando comprar um dispositivo que tenha algum tipo de ligação com a Internet, como por exemplo um relógio, deve garantir que ele incorpora medidas de proteção e que foi desenvolvido com componentes auditados corretamente.

Atenção aos esquemas: A segurança física e online está cada vez mais próxima. Por exemplo, o “esquema do suporte técnico”, no qual os criminosos se apresentam como técnicos de manutenção de uma companhia telefónica para aceder aos computadores dos clientes e instalar vírus. É comum ver também pósteres que aparecem no seu monitor onde se lê “tem um vírus” ou ” o seu disco rígido será apagado” e, em seguida, um convite com as etapas que deverá seguir para evitar esse problema. Nestes casos, não clique em nenhum link. Se tiver um vírus, certifique-se de que o antivírus que o informou está instalado.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB