Como a Porsche lucra mais de €16.000/carro

A Porsche tem um lucro de mais de 16 mil euros por cada carro vendido, um valor três vezes superior ao de marcas como a BMW ou o Grupo Daimler. O grande segredo é a customização, mais que a exclusividade.

A Porsche vendeu 238 mil automóveis em 2016, daqui resultando um lucro operacional de 3,9 mil milhões de euros, um valor 14% superior ao conseguido em 2015, de acordo com o veiculado pela agência Bloomberg. Uma simples conta de dividir faz ver que, por cada unidade vendida, a marca propriedade do Grupo Volkswagen embolsa €16.386, mais 9% do que em 2015.

Os seus competidores teutónicos não conseguem nem um terço deste valor. A mesma agência coloca na casa dos cinco mil euros/carro o lucro operacional da Daimler, mais ou menos o mesmo que consegue a BMW. Parte desta diferença deve-se ao preço. A Porsche não produz automóveis baratos. Mesmo alguns construtores de modelos de luxo, como a Mercedes, oferecem modelos mais amigos da carteira, com margens menores, para alimentar o sonho aspiracional. Ao contrário, os compradores de modelos Porsche pagam bem cara a exclusividade da marca.

A mesma equação é posta em prática pela Ferrari, cujos ganhos por modelo ascendem a mais de 83 mil euros. Mas cerca de 30% do lucro operacional da casa de Maranello provém de motores, porta-chaves, parques de diversões e outras coisas desprovidas de rodas. Além disso, como das suas unidades fabris só saem cerca de 8000 carros/ano, a baixa oferta mantém os preços elevados.

Já a Porsche não é tão valiosa. Em termos de produto, o construtor tem apenas um décimo do tamanho da BMW, depois de, nos últimos três anos, ter aumentado a sua produção anual em cerca de 47%. Ao mesmo tempo, o aumento do lucro da Porsche coincidiu com o lançamento de um dos seus modelos mais baratos, o Macan, que já vale cerca de 40% das vendas. O grande ajudante no lucro gerado com o SUV alemão é a customização, um processo que todos os construtores de luxo acarinham.

Atualmente, os clientes não querem apenas um carro, querem o “seu” carro, e a Porsche embarca nesta tendência, que lhe vale uma boa parte do valor final do modelo. No site português da marca, a configuração de um Porsche Macan S Diesel, proposto inicialmente por €86.764, pode ascender facilmente aos €139.863. São mais de 53 mil euros de extras que dariam para comprar um modelo de gama média de qualquer uma das concorrentes germânicas da Porsche e que contribuem para um preço médio de 92 mil euros por cada unidade da marca de Estugarda.

PUB
PUB
PUB