Comissão Europeia intima Itália a responder a alegações de fraude por parte da Fiat

O processo que envolve os testes de emissões pode mesmo chegar aos tribunais.

A Comissão Europeia anunciou ter intimado formalmente o Governo italiano a responder às alegações de fraude por parte da Fiat Chrysler referentes aos testes de emissões, um processo que pode acabar nos tribunais.

“A Comissão decidiu hoje enviar uma carta de notificação formal, pedindo a Itália para responder às questões levantadas acerca de uma possível falta de ação no que respeita às estratégias de controlo de emissões usadas pela Fiat Chrysler Automotive”, pode ler-se no comunicado da Comissão Europeia.

Até março, a Comissão Europeia havia agido como mediador da disputa entre Roma e Berlim, depois de a Alemanha ter acusado a Fiat Chrysler de utilizar um “defeat device” nas versões Diesel dos modelos Fiat 500X, Fiat Doblò e Jeep Renegade.

Segundo adianta o Automotive News Europe, o Governo italiano não terá sido capaz de provar que a utilização destes “defeat devices” é justificada, sendo esta ação legal a forma mais forte que a Comissão Europeia tem de forçar as nações a penalizar os veículos Diesel mais poluentes. A mesma fonte revela que ainda hoje, o ministro italiano dos Transportes, Graziano Delrio, terá pedido à Comissão um adiamento do processo de infração para que Itália possa esclarecer as questões levantadas por este organismo.

Recorde-se que, em dezembro passado, a Comissão Europeia iniciou procedimentos legais contra cinco países, incluindo Alemanha, Reino Unido e Espanha, por terem falhado na sua tarefa de controlo da indústria automóvel.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB