Comissão aprofunda transparência na gestão dos fundos comunitários

Novas orientações ajudam Estados-Membros a organizar concursos públicos mais sólidos para projetos financiados pela União.

Sebastien Pirlet/Reuters

A Comissão Europeia acaba de publicar novas orientações para ajudar os funcionários das autoridades nacionais, regionais e locais que lidam com fundos da União Europeia a garantir a eficácia e a transparência dos concursos públicos para projetos financiados pela União.

As orientações, “brevemente disponíveis em todas as línguas, abrangem o processo de A a Z, desde a preparação e publicação dos convites à apresentação de propostas, à seleção e avaliação das propostas e à execução do contrato”, refere fonte da Comissão em comunicado.

Por este motivo, “as novas orientações podem também ser úteis fora do âmbito dos fundos da UE. Em cada etapa, as orientações incluem conselhos sobre como evitar erros e informações sobre boas práticas, ligações úteis e modelos”.

“As orientações explicam igualmente a forma de tirar o melhor partido das oportunidades oferecidas pelas diretivas revistas relativas aos contratos públicos, de 2014, ou seja, menos burocracia e mais procedimentos online no sentido de facilitar a participação de pequenas empresas em concursos públicos e a possibilidade de introduzir novos critérios na decisão de adjudicação, por forma a selecionar empresas socialmente responsáveis e inovadoras e produtos respeitadores do ambiente”.

Os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) canalizam mais de 450 mil milhões de euros para a economia real da União durante o período de financiamento 2014-2020, sendo metade desse montante investido através de contratos públicos.




Mais notícias