Coentrão acusado de fraude fiscal em Espanha

Fábio Coentrão, jogador do Real Madrid, foi formalmente acusado de fraude fiscal em 2012 e 2013, no valor de 1,29 milhões de euros, avança o 'El Mundo'.

REUTERS/Fabrizio Bensch

Fábio Coentrão, atual futebolista do Real Madrid, foi formalmente acusado pelas Finanças espanholas de ocultar 1,29 milhões de euros em contas no Panamá e na Irlanda. Para além do português, também o colombiano Radamel Falcao está a ser acusado de fraude fiscal na ordem dos 5,66 milhões de euros, como avança o jornal espanhol El Mundo.

Ambos terão usado a agência irlandesa de Jorge Mendes, a Multisports & Image Management (MIM) Limited, uma empresa de gestão de direitos de imagem.

A Fiscalía de Madrid acusa Coentrão de “fraude fiscal quantificado pela Inspecção de Finanças em 352,620.34 euros em 2012, 428,757 euros em 2013 e 510,021 euros em 2014″, cita o jornal.

As revelações do “Football Leaks” fazem parte do consórcio europeu de jornalistas de investigação. Em 2016 foram reveladas informações sobre jogadores que ocultaram rendimentos de direitos de imagem.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB