Circulação paga do Jornal Económico dispara 58% em 2017

Entre janeiro e outubro de 2017, a circulação paga total do Jornal Económico teve um aumento de 58%, naquela que foi a subida mais significativa entre as publicações de âmbito nacional. O Jornal Económico agradece a preferência demonstrada por todos os leitores, parceiros e anunciantes.

A edição semanal do Jornal Económico chegou ao fim do seu primeiro ano de existência com uma audiência média de 2%, segundo os últimos dados da Marktest e da Associação Portuguesa de Controlo de Tiragens (APCT). Entre janeiro e outubro de 2017, a circulação paga total do Jornal Económico teve um aumento de 58%, naquela que foi a subida mais significativa entre as publicações de âmbito nacional.

De acordo com os dados da APCT, a subida do Jornal Económico deveu-se sobretudo às vendas e assinaturas digitais, que tiveram um crescimento de 798% entre Janeiro e Outubro de 2017, para uma média de 1600 assinaturas. Este crescimento reflete a forte aposta do Jornal Económico no canal digital.

Por sua vez, a circulação total teve um crescimento de 5,9% para 4.575 exemplares, entre janeiro e outubro de 2017.

Estes números comparam com uma subida de 4,4% na circulação digital paga do líder do segmento da informação económico, o “Jornal de Negócios”. A nível de circulação paga total (em papel e digital), a publicação da Cofina teve uma subida de 1,6% entre Janeiro e Outubro de 2017.

No que toca às audiências, os dados do último Bareme Imprensa da Marktest revelaram que o Jornal Económico foi o único jornal de economia e finanças a ganhar audiência no ano que findou, com uma subida de 1,9% para 2%, o que representa um valor médio de 167 mil leitores. Por sua vez, o “Negócios” caiu de 2,2% para 2,1%.

Na edição digital, os dados do Netscope, da Marktest, apontam para valores médios mensais na ordem de 4 milhões de visitas à página do Jornal Económico, sendo assim o segundo site de economia mais visitado em Portugal.

O Jornal Económico foi lançado em 16 de setembro de 2016, resultando de uma evolução do OJE, cuja equipa foi reforçada com três dezenas de profissionais vindos do extinto “Diário Económico” e de outros meios de comunicação social. Desde o seu primeiro número, o Jornal Económico tem vindo a afirmar-se com um meio de comunicação de referência na área económica e financeira, com conteúdos destinados a todos os leitores que se interessam por estes temas.

O Jornal Económico agradece a preferência demonstrada por todos os leitores, pelo nosso parceiro Sapo e por todos os anunciantes.




Mais notícias