CIP sobre o Brexit: “É nosso objetivo manter as relações económicas”

A Confederação Empresarial de Portugal lamentou a decisão de saída do Reino Unido da União Europeia, considerando que é uma decisão contrária aos interesses dos britânicos e dos europeus.

Stefan Wermuth/REUTERS

A Confederação Empresarial de Portugal (CPI) respondeu em comunicado ao acionamento do artigo 50º do Tratado de Lisboa, por parte do Reino Unido.

A CIP lamentou a decisão de saída do Reino Unido da União Europeia, considerando que é uma decisão contrária  aos interesses dos britânicos e dos europeus.

“É essencial ponderar também sobre o acordo que vai estabelecer o novo tipo de relacionamento entre o Reino Unido e a União Europeia. Esse é, para as empresas, um aspeto verdadeiramente importante. Preocupa-nos, particularmente, minimizar os fatores de instabilidade e incerteza em relação ao futuro, ao nível do relacionamento económico, a partir do momento em que o Reino Unido abandonar, de facto, a União Europeia”, escreve a CIP em comunicado.

Para manter as relações entre a União Europeia e o Reino Unido, a CIP pretende evitar a criação de obstáculos desnecessários ao comércio e ao investimento, garantindo, ao mesmo tempo, condições leais de concorrência.



Mais notícias