CIA tentou matar Kim Jong-un, acusa Coreia do Norte

Segundo o regime norte-coreano, os serviços de inteligência norte-americanos usaram armas químicas para tentar matar o líder, em maio deste ano.

A agência norte-americana CIA terá tentado matado o líder norte-coreano Kim Jong-un há cinco meses. A acusação foi feita pelo regime da Coreia do Norte, através da agência noticiosa estatal Korea Central News Agency (KCNA), que é vista internacionalmente como uma forma de propaganda do partido do governo, o Partido dos Trabalhadores.

“Em maio deste ano, um grupo de terroristas hediondos que se infiltraram no nosso país sob as ordens da Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA e do fantoche da Coreia do Sul, o Serviço de Inteligência, com o objetivo de levar a cabo terrorismo patrocinado pelo Estado contra a nossa sede suprema, utilizando substâncias biológicas e químicas, foram capturados e expostos”, anunciou a KCNA, citada pelo Independent.

“Isto mostra de forma palpável a verdadeira natureza dos EUA como o principal culpado por trás do terrorismo”, referiu a agência. A KCNA acusou ainda os Estados Unidos de “mudarem de cores” como um “camaleão” por forma a justificar a intromissão do governo norte-americano em outros países.





Mais notícias