CIA avisou em maio polícia da Catalunha para possível atentado

A agência de serviços secretos norte-americana terá dado conhecimento sobre as intenções do Daesh a 25 de maio, meses antes dos ataques em Las Ramblas e em Cambrils.

Sergio Perez/Reuters

A polícia da Catalunha recebeu informação da CIA (Central Intelligence Agency) sobre o plano do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) para um atentado no verão, especificamente na zona de Las Ramblas, na cidade de Barcelona, antes do ataque acontecer. A agência de serviços secretos norte-americana terá dado conhecimento sobre as intenções do grupo a 25 de maio, meses antes de suceder.

A notícia foi esta manha avançada pelo jornal espanhol El Periódico de Catalunya, que escreveu esta quinta-feira que também a 25 de maio o Centro Nacional de Inteligência e as forças de Estado de Espanha tinham informado a polícia catalã.

Segundo a mesma publicação, os serviços secretos dos Estados Unidos da América contactaram os agentes para lhes transmitirem indícios recolhidos pela CIA sobre os planos do Daesh de atacarem no verão “zonas turísticas concorridas” de Barcelona e “especificamente a Rambla”. No dia 17 de agosto, o mesmo diário tinha veiculado estes dados, mas a notícia foi desmentida posteriormente por várias autoridades locais, incluindo o presidente da região, Carles Puigdemont.

Só em agosto, Espanha foi alvo de dois ataques terroristas, um em Barcelona e outro Cambrils, ambos na Catalunha. As investidas do Estado Islâmico contra o país vizinho causaram 16 vítimas mortais, entre os quais duas portuguesas, e 125 feridos.

Após os ataques, as autoridades espanholas adiantaram que a célula responsável era constituída por 12 homens, oito dos quais foram abatidos e quatro detidos após os ataques, sendo que dois destes últimos foram libertados condicionalmente e outros dois estão detidos sem fiança.

Bolsas em terreno negativo reagem a atentados em Barcelona





Mais notícias