Chineses têm pela frente um “vespeiro regulatório”

CTG terá de superar importantes obstáculos regulatórios em Espanha, numa Comissão Europeia mais protecionista e, ainda, nos EUA.

Sem chegar a acordo com os outros acionistas qualificados da EDP, a China Three Gorges (CTG) verá ampliadas as oposições dos reguladores dos quatro cantos do mundo: de Bruxelas, Espanha, dos Estados Unidos, de França e de Inglaterra (devido às centrais eólicas marítimas “offshore” da EDP Renováveis), do Canadá e até dos reguladores do Brasil, apesar de aqui beneficiarem de um apoio tácito do actual governo, defendem as fontes ouvidas pelo Jornal Económico.

Espanha é um dos mercados mais sensíveis. Ontem, o ministro da Energia de Espanha garantiu estar a acompanhar a OPA chinesa sobre a EDP. Citado pela imprensa do país vizinho, Álvaro Nadal afirmou que os chineses estão metidos “num vespeiro regulatório”.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

 






Mais notícias
PUB
PUB
PUB