China aumenta venda de carros elétricos e híbridos

Durante os primeiros 11 meses do ano foram vendidos, na China, 609.000 veículos elétricos e híbridos.

A China registou um aumento de 51,4% na venda de carros elétricos e híbridos, nos primeiros 11 meses do ano, relativamente ao período homólogo. Durante esse período foram comprados 609.000 automóveis com tecnologia elétrica e híbrida.

As autoridades chineses dizem que Pequim possui 112.600 postos de carregamento de veículos elétricos. A capital da China tem também aumentado a frota de veículos municipais elétricos.

A China tem vindo a aumentar a sua aposta neste género de veículos. A partir de 2019, o país vai exigir aos fabricantes automóveis que 10% dos veículos vendidos no mercado doméstico sejam elétricos ou híbridos.

Para reforçar esta aposta a China anunciou, em setembro, que planeia suspender a produção e venda de veículos que usem combustíveis fósseis, mas não definiu, porém, uma data concreta para o efeito.

Em novembro o grupo Volkswagen anunciou que queria investir 10 mil milhões de euros na construção de novos veículos eléctricos e híbridos, na China, até 2025.

O grupo que detém marcas como a Volkswagen e a Audi tem a intenção, de acordo com a Reuters, de construir 15 novos modelos de veículos elétricos nos próximos três anos, e outros 25 novos modelos depois de 2025.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB