“Campos de batalha entre cartéis”: México é a segunda zona de conflito mais mortífera do mundo

A nível global, o número de vítimas em conflitos armados caiu ligeiramente no ano passado para 157 mil, comparativamente aos 167 mil registados em 2015.

O México já ultrapassou o Iraque e o Afeganistão e é agora a segunda maior zona de conflito mortal depois da Síria, de acordo com a pesquisa anual do conflito armado realizado pelo International Institute for Strategic Studies (IISS).

Segundo informa a Bloomberg, o número de vítimas da guerra em expansão entre cartéis criminosos do México cresceu para 23 mil em 2016, em comparação com os 17 mil no Afeganistão e 16 mil no Iraque.

O maior número de mortes ocorreu em Estados mexicanos que se tornaram “campos de batalha chave para controlo entre os cartéis de concorrentes, cada vez mais fragmentados,”disse John Chipman, diretor geral do IISS, em Londres.

 

 

 



Mais notícias