CaixaBI vê “evolução positiva” nos resultados do BCP

O banco de investimento avalia de forma positiva os números do primeiro trimestre de 2017. "Não tendo existido desvios recorrentes significativos face às nossas estimativas, mantemos uma visão positiva para o investment case", referem os analistas.

O CaixaBi conclui que houve uma “evolução positiva” nos resultados do Millennium BCP. N a nota habitual, o banco de investimento enfatiza a “tendência das principais variáveis, nomeadamente da margem financeira e do custo do risco de crédito”.

Os ativos do banco liderado por Nuno Amado são o grande destaque para o CaixaBI, que frisa a sua evolução positiva, bem como a da carteira de crédito produtiva e dos rácios de capital, ainda que marginal. “A confirmação da redução gradual do custo do risco de crédito será um indicador chave para o BCP nos próximos trimestres. Não tendo existido desvios recorrentes significativos face às nossas estimativas, mantemos uma visão positiva para o investment case”, referem os analistas.

No comunicado sobre a previsão de resultados, o banco de investimento havia previsto um lucro líquido consolidado de 40,3 milhões de euros no primeiro trimestre de 2017 contra um lucro líquido de 46,7 milhões de euros no 1º trimestre de 2016 (-13,7% no período) e que compara com um lucro líquido de 275 milhões de euros no último trimestre do ano passado (-85,4%).

O Millennium BCP apresentou esta segunda-feira registou lucros no primeiro trimestre de 50,1 milhões de euros, uma subida de 7,4% num ano. Os lucros deveram-se à expansão contínua do resultado core, que cresceram 20% comparativamente ao trimestre de 2016, para os 254,8 milhões. No que diz respeito, a entidade bancária registou um crédito em risco na carteira total de mais 25 milhões do que no final do ano passado.

Na abertura da bolsa desta manhã, as ações do banco subiram 2,5 para 0,23 euros.

PUB
PUB
PUB