Brexit leva a quebra de 26% na emigração portuguesa para o Reino Unido em 2017

Os dados do Departamento de Trabalho e Pensões britânico mostram que Portugal acompanhou a tendência da União Europeia (UE), que tem vindo a registar uma desaceleração da emigração para o Reino Unido devido aos receios do Brexit.

Mais de 22 mil portugueses deram entrada no Reino Unido no ano passado, apesar de a emigração portuguesa para o país ter registado uma quebra de 26%. Os dados do Departamento de Trabalho e Pensões britânico mostram que Portugal acompanhou a tendência da Europa, que tem vindo a registar uma desaceleração da emigração para o Reino Unido devido aos receios do Brexit.

Os portugueses representaram 3,3% do total de entradas de estrangeiros no Reino Unido em 2017. O organismo britânico indica que ao todo foram contabilizadas 682.613 entradas, dos quais 22.622 eram portugueses. Em comparação com o ano passado, a emigração portuguesa para o Reino Unido diminuiu em cerca de 10 mil pessoas.

A emigração portuguesa para o Reino Unido registou um máximo de 32.301 entradas em 2015, vindo a decair desde aí. Os dados indicam que a diminuição de 26%, no ano passado, seguiu-se a uma queda no número de entradas de portugueses no país de 5,4%, em 2016. O número está já em valores inferiores a 2013.

Mas a tendência é semelhante em vários países. O ano passado verificou-se uma redução de 17,2% no número de entradas de imigrantes no Reino Unido. Em 2016, a diminuição tinha sido de 0,4%. No caso da emigração de cidadãos pertencentes à União Europeia (UE), a queda foi de 20,5%. Esta tendência é explicada pela incerteza criada pela saída do Reino Unido da UE, prevista para o próximo ano.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB