BE desafia governo a assumir o “enorme falhanço” da estratégia europeia

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, desafiou esta sexta-feira o primeiro-ministro a assumir o “enorme falhanço da estratégia europeia”, advertindo que não há consolidação orçamental sem crescimento económico.

“Aprendamos com o caminho feito: valeu a pena cada uma das vezes que defendemos o país, apesar de Bruxelas”, afirmou Catarina Martins, num pedido de esclarecimento no debate sobre o estado da nação, no parlamento.

Catarina Martins defendeu que se o país precisa de reconstruir os seus serviços públicos e o seu território não deve adiar “uma estratégia orçamental que leve o combate à desigualdade, social e territorial, tão a sério como as metas do défice orçamental”.

“Que assuma o enorme falhanço da estratégia europeia e afirme o que já sabíamos e já demonstrámos: Não há consolidação orçamental sem crescimento económico, não há crescimento económico sem recuperação de salários e pensões, sem recuperação do Estado Social”, defendeu.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB