BCE aumenta compra de obrigações portuguesas para 516 milhões em dezembro

No último mês de 2017, o Banco Central Europeu comprou 516 milhões de euros de dívida portuguesa.

Kai Pfaffenbach/Reuters

Após dois meses de quedas, o Banco Central Europeu aumentou o valor de compras de obrigações portuguesas. Segundo dados anunciados esta quarta-feira, o banco central liderado por Mario Draghi adquiriu 516 milhões de euros de obrigações nacionais em dezembro, face aos 488 milhões  de novembro.

O programa foi lançado em março de 2015 para estimular a inflação e o crescimento económico na zona euro e desde essa altura o BCE comprou 31.063 milhões de euros de dívida portuguesa, ajudando a reduzir as yields das obrigações no mercado secundário a descer para perto dos 2%.

Dezembro foi, no entanto, o último mês de compras no formato atual, pois o BCE começa este mês a inverter a política monetária da zona euro, através de um corte na compra de ativos para metade. Apesar de a instituição liderada por Mario Draghi ter garantido que vai continuar no mercado durante vários anos e que não exclui a hipótese de prolongar o programa em tempo ou volume, o economista-chefe já sinalizou que o plano não será esse.

Na última reunião de política monetária, a 26 de outubro, a instituição liderada por Mario Draghi anunciou que iria prolongar o programa de compra de ativos até setembro de 2018, mas reduzir o valor mensal para 30 mil milhões a partir de janeiro, metade do montante de aquisições mensais até ao final de 2017.

[Notícia atualizada às 16h20]





Mais notícias