InícioNotícia escrita porNuno Barradas Esteves, Economista

O BCE aliviou os agentes económicos endividados e facilitou o acesso a quem procurava financiamento, mas também trouxe mais dificuldades para quem pretende rentabilizar as suas poupanças.

É verdade que Portugal continua a ter uma dívida pública elevada, mas está a demonstrar que é possível uma melhoria da posição orçamental aliada a um crescimento económico.

Vladimir Putin é presidente da Federação Russa desde 1999, e irá concorrer a um quarto mandato presidencial em março de 2018. A concretizar-se, a sua reeleição determinará a continuação de um ciclo, com o consequente seguimento das mesmas políticas e estratégias.

Como Ícaro, a Altice voou tão alto que tem agora as suas asas derretidas pelo sol. Os próximos meses dirão se a inversão da estratégia será suficiente para a sua redenção.

É cada vez mais claro que o país necessita de uma estratégia de consolidação orçamental alicerçada em medidas estruturais e não apenas na bonança do crescimento económico associado à fileira do turismo.

Sem medidas para além do mediatismo do momento, estaremos condenados a que os nossos filhos cresçam num deserto pintado a tons de cinzento e preto, chamado Portugal.

Até agora as duas partes têm adotado uma estratégia de radicalização e intransigência, onde não existem nacionalismos inteiramente pacíficos, nem na Catalunha, nem em Madrid.

O fator diferenciador destas empresas é a capacidade de, durante anos, darem prioridade à manutenção de uma elevada componente de investimento, deixando para segundo plano a geração de lucros.