InícioNotícia escrita porMário Malhão

mmalhao@jornaleconomico.pt

A FIFA tem mais de 340 milhões de euros para atribuir a cada seleção participante no Campeonato do Mundo de 2018, dependendo da respetiva classificação. Caso Portugal conquistasse o Mundial, a Federação Portuguesa de Futebol amealhava, só em prémios de classificação, um total de pelo menos 63,5 milhões de euros.

O Mundial representa um desafio para as principais marcas desportivas no que a equipamentos e acessórios diz respeito. Adidas e Nike dividem o título do comércio mundial desportivo. Cada uma veste três campeãs do mundo.

Segundo um estudo recente a que o JE teve acesso, Portugal é dos 14 países da União Europeia sem impostos ou taxas sobre o consumo de vinho.

Em tempo de boom imobiliário, os encargos com a habitação tornaram-se numa das principais preocupações financeiras para as famílias, especialmente nas grandes cidades, criando um dilema difícil de resolver - comprar ou arrendar.

A guerra comercial continua a ensombrar os mercados acionistas, enquanto na Europa os investidores demonstram também preocupação sobre como as divisões sobre a questão da imigração poderão atrasar o processo de maior integração. No PSI 20, a EDP Renováveis disparou mais de 6% apesar da francesa Engie ter desmentido estar interessada em comprar a empresa.

Portugal é favorito, mas terá de o mostrar em campo perante um Irão que pode surpreender. Para chegar aos oitavos de final, Portugal só precisa de um ponto, mas para vencer o grupo é imperativo ganhar. O Mundial’2006 foi o último onde Portugal defrontou o Irão: nesse encontro, a equipa lusa venceu por 2-0.

A Assembleia Geral Extraordinária do Sporting Clube de Portugal marcada para o próximo sábado, dia 23 de Junho, promete ser um momento decisivo para o futuro próximo do clube e um dia que se antevê de grande tensão. A sessão na Altice Arena tem início marcado para as 14h00, com as votações a começarem às 15h30. Em discussão vão estar dois pontos: o primeiro para analisar a situação do clube e prestar esclarecimentos aos sócios. O segundo e aquele que mais discussão tem causado é a revogação coletiva, com justa causa do mandato dos sete membros que pertencem ao conselho directivo liderado por Bruno de Carvalho, que se encontra suspenso de funções.

O principal canal migratório dos atletas brasileiros tem Portugal como destino. É, por isso, natural que entre os cinco futebolistas brasileiros mais valiosos da atualidade surja um que tenha jogado em Portugal. Trata-se de Casemiro, que jogou no FC Porto em 2014/15. Em maio, o CIES - Observatório do Futebol identificou 12.425 futebolistas expatriados. O Brasil é a principal força laboral a nível mundial, por ser a proviniência mais representada entre expatriados. Quanto a portugueses, Inglaterra é o principal destino.

PUB
PUB
PUB