InícioNotícia escrita porMário Malhão

mmalhao@jornaleconomico.pt

O aumento do salário mínimo, entre 2016 e 2017, em Portugal está em linha com a tendência de crescimento dos salários mínimos na União Europeia. Contudo, continua entre os países com o salário mínimo mais baixo, quer da UE quer da Zona Euro. Entre os vinte e dois países com salários mínimos, quinze registaram maiores aumentos entre 2016 e 2017 do que entre 2015 e 2016. Os mecanismos para a fixação do SM são diferentes entre os vários países, variando consoante o papel do Governo e de outros atores, assim como a frequência da actualização.

O Índice de Rigidez da Legislação Laboral – Employment Protection Legislation (EPL)- da OCDE avalia os procedimentos e os custos de despedimento de trabalhadores ou grupo de trabalhadores de contratos permanentes, assim como na contratação de trabalhadores temporários.

Esta infografia mostra a idade média da população entre 1960 e 2060. A ONU prevê, para alguns países europeus, uma idade média de 50 anos para daqui a pouco mais de uma década.

Produção de relatórios, grau de envolvimento no trabalho, apresentação de perguntas e moções, discursos em plenário, cargos exercidos, assiduidade, etc. O sistema de pontos do MEP Ranking baseia-se em critérios quantitativos e qualitativos, mas a maior parte dos eurodeputados portugueses discorda do método de avaliação.

O acordo de cortes na produção de petróleo, firmado no final do ano passado, entre a Organização dos Países Exportadores e dez outros produtores entrou em vigor no início de 2017 e está previsto até março do próximo ano.

As 14 cotadas que já apresentaram contas para o período até final de setembro registaram, no total, um disparo de 48% nos lucros. Mas o quadro não é só positivo, pois a época incluiu um alerta sobre os lucros para o total do ano pela maior cotada (EDP) e foi desastrosa para os CTT, obrigando a um corte nas previsões e no dividendo. Os investidores não gostam de surpresas negativas e castigaram os dois títulos.

A Comissão Europeia antecipa que Portugal convirja com a União Europeia este ano.

As exportações dos vinhos de mesa portugueses deverão voltar este ano a recuperar, em valor, depois de uma ligeira quebra de vendas em 2016, com a primeira descida da década, para um montante de cerca de 727 milhões de euros.