InícioNotícia escrita porMaria Teixeira Alves (Página 2)

mtalves@jornaleconomico.pt

Há quatro entidades interessadas no Banco Efisa, entre as quais o antigo BESA e a boutique financeira sedeada em Londres, que já está em Espanha.

O presidente da Caixa Económica disse ao Jornal Económico que está em sintonia com a CMVM e com o Banco de Portugal e quer evitar práticas abusivas na venda de produtos.

A proposta de atribuição de poderes ao CSEF em matéria de investigação de práticas anticoncorrenciais no sector financeiro introduz perturbações no atual quadro institucional de Defesa da Concorrência, diz o regulador liderado por Margarida Matos Rosa.

De acordo com o banco central, em fevereiro, do total do endividamento do setor não financeiro (empresas), 318 mil milhões de euros respeitavam ao setor público e 402,9 mil milhões ao setor privado.

O financiamento das administrações públicas em fevereiro foi positivo em 60 milhões de euros, ficando abaixo dos 1,1 mil milhões de euros registados em igual período de 2017.

A percentagem de empresas que cumpre os prazos de pagamento acordados atingiu em março o seu valor mais baixo desde 2007 (15,1%)

Nuno Carvalho irá assumir os pelouros Jurídico, Compliance e Prevenção do Branqueamento de Capitais e Financiamento do Terrorismo.

Carlos Costa falou sobre a chamada rede de segurança (cláusula de emergência): "É uma faculdade dada ao Estado português”, mas não faz parte do contrato de venda ao Lone Star. De qualquer modo essa cláusula só será acionada "se surgirem necessidades de capital em circunstâncias adversas graves que não possam ser resolvidas pelo Lone Star ou por outros operadores de mercado. O que será altamente improvável", disse.