InícioNotícia escrita porJosé Filipe Pinto, Professor Catedrático

O pânico é tão contraproducente quanto a ilusão vendida pelos interesses que apregoam as virtudes e a inevitabilidade do Estado securitário.

O desamor, afinal o amor não era assim tão grande, e a traição já chegaram à geringonça. O divórcio no horizonte. A curto ou a médio prazo.

As vitórias de partidos populistas em quatro países da União Europeia não parecem ter servido de aviso para os partidos do sistema na Alemanha.

Nas Lajes, o Centro de Informações evaporou-se. Ao contrário das facilidades concedidas aos EUA na utilização da base. Essas estão de pedra e cal. E, diplomaticamente, a preço de saldo.

A larga maioria da população quer ser catalã sem deixar de ser espanhola, até porque 46% da amostra se sente tão catalã como espanhola.

O que Sócrates não consegue explicar de forma cabal é a razão para a atuação do MP. E reduzir tudo à perseguição política é manifestamente insuficiente.

Puigdemont preferiu dar um passo para o lado. Apelar ao diálogo. Uma proposta que Rajoy será obrigado a aceitar, sob pena do ónus da responsabilidade passar a recair sobre Madrid.

Se os resultados de 2013 já tinham sido modestos, Passos Coelho viu o partido, e não apenas os sôfregos barões, virar-lhe as costas. O ciclo passista está esgotado.