InícioNotícia escrita porJornal Económico com Agência Brasil

A Polícia Federal do Brasil informou esta sexta-feira que tem em mãos oito mandados de busca e apreensão.

O grupo protesta contra as ações feitas pela administração municipal e estadual na expulsão da população de rua e de toxicodependentes na região da Cracolândia.

O protesto anticorrupção do país teve início de forma pacífica, mas terminou em tumultos, nos quais se incluiu o vandalismo de edíficios públicos.

A operação realizada hoje na Catalunha e em Andorra terminou com cinco presos, acusados de estarem envolvidos na fraude, como a mulher de Sandro Rosell. A investigação começou há um ano.

Caso o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Lava Jato na primeira instância, aceite a denúncia apresentada esta segunda-feira pelo MPF, Lula tornar-se-à réu pela sexta vez na Lava Jato.

O objetivo do encontro foi discutir a crise política que assola o país depois de o jornal O Globo ter revelado a polémica gravação que envolvia o dono do grupo JBS e o presidente.

O ministro do Supremo Tribunal Federal autorizou a divulgação do áudio da conversa entre o número um da JBS e o presidente brasileiro. De acordo com a informação veiculada pela imprensa local, a conversa foi gravada em março deste ano, num encontro no Palácio do Jaburu.

A nota enviada pela Presidência da República do Brasil diz que chefe de Estado "não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar".