InícioNotícia escrita porDenise Fernandes

dfernandes@jornaleconomico.pt

Regime de requalificação da função pública que cortava 60% dos salários aos trabalhadores excedentários do Estado acabou.

A presidente do Sindicato dos Jornalistas acredita que as ações inspetivas que detetaram 404 recibos verdes em vários órgãos de comunicação social vão ter consequências. Sofia Branco garante que o sindicato “está atento”.

A idade para aceder à reforma antecipada será de 60 anos e 40 de descontos e o fator de sustentabilidade desaparece, mas mantém-se a penalização mensal. Quem tem 48 anos de descontos não terá cortes. Medidas ainda vão ser negociadas.

O debate sobre as novas regras das pensões no âmbito da maioria parlamentar “ainda está em curso” e “não há nada fechado”, conta José Soeiro.

FESAP exige negociação para despenalizar longas carreiras contributivas também na administração pública.

João Oliveira diz, contudo, que há "grande margem" do Governo para discutir alterações com os parceiros da maioria parlamentar.

Dados integram Livro Verde das Relações Laborais apresentado ontem pelo Governo aos parceiros sociais.

Alterações conhecidas hoje. Quem tem 41 ou mais anos de descontos passa a ter a “sua” idade normal de reforma, ou seja, a idade para acesso à aposentação é menor quanto maior for a carreira contributiva.

PUB
PUB
PUB