InícioNotícia escrita porAntónio Rodrigues, Advogado

Numa sopa de pedra política, juntar anti-austeridade, anti-Euro e anti-NATO, quando se exige crescer a economia, seria um exercício de trilho em arame incandescente e na ponta da adaga.

Observemos o bom senso do presidente italiano, que assumiu corajosamente a salvação imediata do euro. E, provavelmente, de Itália.

Do exercício orçamental não resultará nenhuma crise política. E os ensaios começaram para a estreia oportuna, com data já marcada: outubro deste ano.

Numa verdadeira união, os líderes europeus terão de ter a coragem de assumir uma verdadeira guerra comercial, dolorosa e com efeitos políticos internos.

Os contornos de uma nova e verdadeira guerra global estão cada vez mais presentes. Não se usam balas, petardos ou bombas. Usam-se 'bytes', dados, notícias, intrigas e informações com precisão matemática.

Calculista, Costa nunca optará por virar ao centro-direita e ao PSD. Sem maioria absoluta ou se reedita a geringonça ou, em última instância, se paga o preço de ter o BE no governo no pós-legislativas.

A política tem de ser entendível. A vertigem do quotidiano não se substitui ao combate de alternativas e à apreciação de programas e ideias que constroem um futuro para todos.

Não são os entendimentos e o politicamente correto que reconquistam os cidadãos. São os mecanismos de participação sistemática.

PUB
PUB
PUB