Ataque terrorista irá ter “grande efeito na eleição presidencial” francesa, prevê Trump

Primeira volta da eleição presidencial francesa decorre dentro de dois dias e Emmanuel Macron, François Fillon, Marine Le Pen e Jean-Luc Melenchon são os candidatos ao lugar de presidente, atualmente ocupado por François Hollande.

Jonathan Ernst/REUTERS

Donald Trump previu hoje de manhã que o ataque terrorista ocorrido na noite desta quinta-feira, iria ter um “grande efeito na eleição presidencial”, noticia o Business Insider. “Outro ataque terrorista em Paris. O povo de França não terá muito mais disto”, twittou o presidente norte-americano, citado pelo site de notícias.

Na sequência do disparo contra um veículo policial, que ocorreu dias antes das eleições presidenciais, foram registados uma morte e dois ferimentos graves. O atacante, que havia sido detido em fevereiro por ameaçar um policial, acabou por ser abatido por outros agentes da polícia francesa. Um segundo suspeito acabou por se entregar à polícia belga, segundo informou a AFP.

O presidente norte-americano já havia abordado o incidente, no decorrer de uma entrevista, juntamente com Paolo Gentiloni, primeiro-ministro italiano, na quinta-feira. “Em primeiro lugar, as nossas condolências e do nosso país para o povo da França”, lamentou Trump.

“Outra vez, está a acontecer (…). É uma coisa muito, muito terrível que está a acontecer no mundo hoje, mas parece um outro ataque terrorista e o que pode você dizer? Que nunca acaba. Temos que ser fortes e temos que estar vigilantes, e eu tenho vindo a dizer isso há já muito tempo”, reforçou o presidente dos EUA, citado pelo Business Insider.

É de se relembrar que o primeiro turno da eleição presidencial francesa decorre dentro de dois dias. O independente Emmanuel Macron, o ex-primeiro-ministro conservador François Fillon, o líder da Frente Nacional de extrema-direita Marine Le Pen e o socialista Jean-Luc Melenchon são os candidatos à presidência.

Já o presidente do grupo Eurasia, Ian Bremmer, referiu no twitter de Trump que iria torcer pela vitória de Le Pen, relata o site noticioso.

Mais notícias