Ary dos Santos revisitado em 18 canções

Celebre o Dia Mundial da Poesia prestando tributo ao “poeta do povo”.

Nada melhor para comemorar o Dia Mundial da Poesia, este sábado, dia 21 de março, que ser parte integrante no tributo a José Carlos Ary dos Santos. A digressão nacional de “Ary, o Poeta das Canções”, sobe ao palco do Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide, Oeiras, às 21h30 de amanhã.

Em digressão desde 2013, “Ary, o Poeta das Canções” tem esgotado salas em Portugal, demonstrando a atualidade de uma obra escrita há mais de 40 anos.

O mesmo conjunto de jovens e consagrados músicos portugueses vai continuar a cantar, a tocar e a dançar “Desfolhada Portuguesa”, “Canção de Madrugar”, “Cavalo à Solta”, “Tourada”, “Estrela da Tarde”, “Um Homem na Cidade”, “O Cacilheiro”, “O Homem das Castanhas”, “Lisboa Menina e Moça”, “Os Putos”, “Tango Ribeirinho”, “Retalhos da Vida de um Médico”, entre tantas outras. São 18 canções clássicas da música ligeira portuguesa rearranjadas com recurso à música clássica e contemporânea, ao jazz, ao novo fado, à world music e ao novo teatro musical num esforço de inovação e contemporaneidade. E interpretadas por Joaquim Lourenço na voz; João Guerra Madeira ao piano; Nanã Sousa Dias nos saxofones e flauta; Pedro Amendoeira na guitarra portuguesa; Catarina Gonçalves na dança.

Em 2015 está assegurada a passagem pelo Fórum Cultural de Alcochete, a Casa das Artes de Arcos de Valdevez, o Teatro Aveirense, o Teatro Municipal de Ourém, o CAE de Portalegre, entre outras salas. A digressão terá como ponto alto a realização, a 9 e 10 de julho, no Teatro da Trindade, em Lisboa (cidade onde o poeta sempre viveu e sobre a qual tanto escreveu), de dois espetáculos que serão gravados para edição de um CD/DVD ao vivo, cujo registo será editado no final do ano.

OJE

Mais notícias
Sem comentários

Desculpe, o formulário de comentários está fechado.