Apenas 15% dos deputados não deram faltas no último ano

Os deputados deram 1517 faltas. entre setembro do ano passado e julho deste ano. Os mais faltosos foram os sociais-democratas e os socialistas.

Foto cedida

Na última sessão legislativa, os deputados deram 1517 faltas, de acordo com a informação disponibilizada pela Assembleia da República e divulgada esta sexta-feira pela agência Lusa. No total dos 230 deputados eleitos, só 15% (34) é que estiveram presentes em todas as 109 sessões plenárias.

Os números correspondem a dados recolhidos entre setembro do ano passado e julho deste ano e revelam que, em média, houve 14 deputados a faltar às sessões parlamentares às quartas, quintas e sextas-feiras. Quanto aos partidos, o Partido Social-Democrata (PSD) foi o partido mais faltoso neste período de tempo, registando mais de 650 faltas, bem como o Partido Socialista (PS), assinalando 590 ausências.

Relativamente às faltas injustificadas, as mais graves, houve 16 faltas. O destaque neste parâmetro vai para Maria Luís Albuquerque, que foi a única deputada a atingir as três ausências injustificadas, o que significaria que se desse mais uma perderia o mandato. Entre os deputados com duas faltas injustificadas estão também Maria Antónia Almeida Santos (PS), Miguel Morgado (PSD), Filipe Anacoreta Correia, João Almeida e Teresa Caeiro (CDS-PP).

Deputados mais faltosos

  • Teresa Caeiro (CDS) – 41
  • Paulo Pisco (PS) – 36
  • Miranda Calha (PS) – 35
  • Adão e Silva (PSD) -33
  • Pedro Roque (PSD) – 29
  • Carlos Costa Neves (PSD) -29
  • José Cesário (PSD) – 29
  • Carlos Alberto Gonçalves (PSD) – 28
  • Carlos Páscoa Gonçalves (PSD) – 25
  • Luís Soares (PS) -21


Mais notícias