Altice repudia “episódio de violência” na Academia de Alcochete

O comunicado da operadora de telecomunicações observa que "o futebol português não merece este tipo de comportamentos e muito menos ser beliscado por atos que em nada se identificam com a linha estratégica e orientadora do nosso País".

A Altice Portugal, em comunicado, veio “repudiar o episódio de violência associado ao futebol português ocorrido ontem”, com o ataque aos jogadores e elementos da equipa técnica do Sporting na Academia de Alcochete.

“A Altice Portugal é patrocinadora, através do MEO, de vários clubes nacionais, patrocinando ainda a Seleção Nacional e estando ainda protocolarmente associada ao Desporto Escolar Português. Não pode, também por esse motivo, alhear-se dos factos ocorridos esta terça-feira que não representam, de forma alguma, o espírito do desporto que se quer feito de competição saudável, espetáculo e desportivismo”, defende o referido comunicado.

O mesmo documento acrescenta que “a Altice Portugal reconhece o esforço e dedicação dos mais diversos intervenientes no futebol português e orgulha-se pelos resultados que este tem obtido ao longo dos tempos, principalmente no atual momento em que Portugal é Campeão Europeu de Futebol”.

E observa que “o futebol português não merece este tipo de comportamentos e muito menos ser beliscado por atos que em nada se identificam com a linha estratégica e orientadora do nosso País”.

“Não podemos ignorar a importância do futebol para a sociedade portuguesa, as emoções que desperta, o orgulho que provoca, as paixões que motiva. O futebol é, sem dúvida, desporto-rei em Portugal, por isso mesmo exige responsabilidade e responsabilização”, assume o comunicado da operadora de telecomunicações.

O comunicado da Altice Portugal conclui que “episódios como o ocorrido no dia de ontem não representam o futebol, nem o desporto português”.

NOS está “chocada”

A operadora de telecomunicações NOS também já reagiu aos últimos acontecimentos em Alvalade e negou em comunicado que esteja a “estudar a eventual rescisão do contrato com o Sporting Clube de Portugal”, apesar de se definir como “chocada” com os acontecimentos que decorreram ontem em Alcochete.

“Acontecimentos tão graves como estes não se podem repetir, pelo que a NOS apela a todos aqueles que têm responsabilidades, diretas ou indiretas, no futebol português para que garantam que situações pouco dignificantes como esta não voltem a suceder”, alerta a NOS.

A NOS diz estar confiante “de que estes incidentes darão origem a uma reação que levará à erradicação de todos os comportamentos inaceitáveis no desporto português”.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB