Algarve: Turistas portugueses compensaram quebra de britânicos em agosto

O Brexit e a descida da libra poderão ser os maiores impulsionadores da diminuição do turismo britânico.

A Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) revelou que a tendência do mês agosto foi diferente da tendência dos últimos anos. No período de férias, os turistas portugueses têm por hábito acomodar-se em casa de familiares e amigos ou até mesmo arrendar uma habitação mas, a verdade é que, em agosto, o número de procura de estabelecimentos hoteleiros (tanto hóteis como aparthóteis) aumentou cerca de 10% face ao ano anterior, noticia a TSF.

“Voltámos a recuperar após mais de um ano a subida dos nacionais nos empreendimentos turísticos classificados”, afirmou Elidérico Viegas, presidente da AGETA, recordando tratar-se de um bom sinal, visto ser neste mês que o mercado português alcança uma maior expressão.

O presidente referiu, ainda, que, enquanto foi registado um aumento de 4,6% no mercado alemão, o mercado britânico apresentou uma descida. Em julho já haviam reduzido 12,6%, tendo piorado em agosto, com menos 16,3% que, conforme relata a TSF, poderá ter sido causado pelo Brexit e pela descida da libra.

Pelo contrário, mercados com menor expressão, como a Polónia, França, Dinamarca e Bélgica, estão a subir de forma a irem compensando as perdas.

Face ao turismo em território nacional, o presidente conclui que “no mês de agosto tivemos uma subida no volume de vendas na ordem dos 4% e em termos acumulados, desde o início do ano, o Algarve regista mais 9% no seu volume de negócios relativamente ao ano anterior”.



Mais notícias