Alemanha ameaça Facebook com multas de milhões

Berlim quer impor sanções que podem chegar aos 50 milhões de euros às redes sociais que não eliminem conteúdos difamatórios ou mensagens de ódio.

O governo alemão apresentou um projeto lei que prevê a aplicação de multas até 50 milhões de euros às redes sociais que não eliminem conteúdos difamatórios, mensagens de ódio ou notícias falsas, naquela que é considerada a medida mais radical tomada por um país europeu contra o Facebook, tal como explica o jornal espanhol Expansiòn.

O ministro da Justiça alemão declarou que as redes sociais não estão a fazer o suficiente para travar as provocações e as calúnias que são publicadas pelos utilizadores: “São eliminados poucos conteúdos criminosos e os mesmos não são eliminados com suficiente rapidez. O maior problema é, e continua a ser, que as redes não levam a sério as queixas dos seus próprios utilizadores”.

A lei reflecte uma crescente preocupação nos círculos políticos alemães sobre a possível influência que as notícias falsas e as mensagens de ódio possam ter nas eleições federais alemãs que terão lugar no final deste ano, nas quais o partido conservador no poder enfrente um forte desafio por parte da alternativa para a Alemanha (designada de  Alternative für Deutschland, AfD), partido que se opõe à imigração.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB