Air Índia está à venda (com oito mil milhões de dólares em dívida)

Foi usada por estrelas como Salvador Dalí ou George Harrison, mas a quota de mercado da Air India está em queda há uma década. No entanto, há dúvidas sobre se o governo indiano vai conseguir privatizar a companhia aérea.

A companhia aérea estatal indiana Air India, que acumula uma dívida de oito mil milhões de dólares, poderá tornar-se, pelo menos parcialmente, privada depois de o gabinete do primeiro-ministro Narendra Modi ter assinado um plano de venda. No entanto, há dúvidas sobre se o governo indiano vai conseguir encontrar comprador para a companhia aérea.

“Encontrar alguém que compre a Air India na íntegra, com todos os ativos, subsidiárias e artefactos, e que também assuma a dívida acumulada, vai ser muito difícil”, afirmou o antigo chefe da Direção-Geral de Aviação Civil da Índia, Kanu Gohain, em declarações à Bloomberg.

Gohain refere-se aos bens acumulados pela companhia nos anos 1960, altura em que usada por artistas de renome não só indianos, mas também internacionais. Entre eles estavam Salvador Dalí ou o antigo Beatle, George Harrison. No entanto, a quota de mercado da Air India caiu para 13% neste momento, face a 35% há uma década, segundo dados da agência.

Há 20 anos, o governo indiano tinha já tentado vender a empresa pública, mas sem sucesso. “O dinheiro dos contribuintes tem sido usado nesta organização para alimentar ineficiência e incompetência. Essa é a maior responsabilidade”, acusa o ex-chefe da Direção-Geral de Aviação Civil.



Mais notícias