Baixa médica dos pilotos da Air Berlin acaba amanhã e voos devem voltar ao normal

A companhia aérea alemã garantiu que, desde a noite passada, mais de 20 pilotos informaram que estavam aptos para voar.

A Air Berlin espera que as operações aéreas regressem à normalidade esta quinta-feira e que a frota da companhia aérea alemã volte a voar, assim que a licença médica dos pilotos terminar. A informação foi veiculada pela própria empresa esta quarta-feira, através de um comunicado interno, divulgado pela agência Reuters. “Desde a noite passada, mais de duas dúzias de comandantes informaram que estão aptos para voar”, explicou a Air Berlin, na mesma nota.

A insolvente companhia aérea da Alemanha pediu aos restantes pilotos para apoiarem a firma, argumentando que os voos contínuos eram um pré-requisito para manter os postos de trabalho na Air Berlin. Além disso, deu conta de que pelo menos 32 voos seriam cancelados hoje e que não conseguiu operar outros 35 da Eurowings.

Ontem, a Air Berlin cancelou 127 voos depois de vários pilotos terem alegado motivos de doença para não comparecerem ao trabalho. A paragem nas funções resultou de uma revolta dos pilotos contra a direção da empresa, que se declarou insolvente o mês passado e que esta segunda-feira suspendeu negociações com um potencial novo comprador da empresa. No total dos últimos dois dias, mais de 130 voos foram cancelados.

Na rede social Twiter, a transportadora aérea tem lançado avisos aos clientes, nomeadamente alertando-os para a importância de se manterem em casa – e não se deslocarem para o aeroporto – caso tenham conhecimento de que alguma das suas viagens foi afetada.





Mais notícias