Acordo salva Diesel na Alemanha: Mais de 5 milhões de carros vão reduzir emissões

Da cimeira entre o Governo alemão e os principais construtores automóveis do país saiu acordo para diminuir em entre 25% e 30% as emissões de mais de cinco milhões de veículos Diesel naquele país.

A “Cimeira do Diesel”, como lhe chamaram alguns, terminou com resultados positivos. Os construtores participantes – VW, Daimler e BMW –, acordaram com as autoridades germânicas um plano para a redução de emissões de gases poluentes por parte de modelos Diesel, com o objetivo de evitar o banimento das viaturas animadas por este combustível nas grandes cidades do país, garantindo ao mesmo tempo a redução do seu impacto ambiental.

Os três construtores irão, assim, proceder a alterações do software de 5,3 milhões de veículos Diesel alemães para reduzir as emissões de gases nocivos. Ao abrigo deste acordo, será também criado um fundo, financiado pela indústria, para retirar das estradas veículos Diesel com 10 ou mais anos, substituindo-os por modelos mais modernos e menos poluentes.As alterações ao software que controla as emissões deverão ser responsáveis por uma diminuição de entre 25% e 30% nas emissões e terão um custo estimado de 100 euros por carro, que será suportado pela indústria, avança a Reuters.

A Daimler pretende levar a cabo alterações a um milhão de viaturas na Alemanha e a mais dois milhões na Europa, diz o Der Spiegel, ao passo que a Bloomberg acrescenta que a Volkswagen voltará a chamar às oficinas os 2,5 milhões de veículos reparados por causa do Dieselgate para mais um procedimento.

Do lado do Governo, os ministros do Ambiente e dos Transportes alemães garantiram à imprensa que tudo farão para que não sejam implementados impedimentos à circulação de veículos Diesel no centro das cidades alemãs.





Mais notícias