Ações da Martifer sobem 15% depois de a empresa ter encerrado um ciclo de sete anos de prejuízos

A empresa liderada pelos irmãos Carlos e Jorge Martins subiu 15,54% para 0,394 euros, o que corresponde ao valor mais elevado desde o final do mês de janeiro.

As ações da Martifer estão esta terça-feira em alta, depois de ontem ter apresentado lucros de 6,5 milhões de euros, após sete anos de prejuízos. A empresa liderada pelos irmãos Carlos e Jorge Martins subiu 15,54% para 0,394 euros, o que corresponde ao valor mais elevado desde o final do mês de janeiro.

Os dados revelados pela Martifer através da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) mostram que esta passou de um prejuízo de 43,6 milhões de euros em 2016 para um lucro de 6,5 milhões de euros no ano passado. A empresa, cuja principal atividade é a construção metálica, quase duplicou o EBITDA (resultado antes de juros, impostos e amortizações) para os 8,5 milhões de euros e fechou 2017 com proveitos operacionais de 185,6 milhões de euros.

A construção metálica contribuiu com 109 milhões de euros para o volume de vendas da empresa. Já a indústria naval valeu à empresa cerca de 63 milhões de euros e as energias renováveis 17 milhões de euros.

A reagir aos resultados revelados, as ações da Martifer dispararam esta terça-feira. Neste momento, a empresa negocia a somar 11,61%, para 0,375 euros.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB