45 terabytes de tráfego e fibra ótica que dava para escalar oito vezes o Everest. Os números incríveis da Web Summit

A conferência tecnológica teve cabo de fibra ótica suficiente para escalar oito vezes até ao topo do Monte Everest. Mas a Web Summit não se fica por aqui no que toca a números verdadeiramente impressionantes.

Miguel A. Lopes/Lusa

O Parque das Nações ainda não ‘arrefeceu’ depois de receber a Web Summit. Quatro dias e 80 mil quilómetros de fibra ótica após, a organização do evento divulgou os números que mais marcaram a conferência tecnológica.

A Web Summit, que se realizou na capital portuguesa pelo segundo ano consecutivo – e terá novamente lugar em Lisboa em 2018, utilizou mais de 205 mil copos de papel reciclado, teve 59.115 visitantes, oriundos de 170 países. A totalidade dos participantes utilizou os 45 terabytes de tráfego entre os dias 6 e 9 de novembro.

Do universo de atendees, mais de metade eram do sexo feminino e 35,4% dos oradores eram também mulheres. O balanço dos responsáveis pela Web Summit concluiu ainda que a conferência teve 2,2 milhões de ligações à rede de wireless local, foi acompanhada por 2.600 meios de comunicação social de todo o mundo, contou com a participação de mais de 2.100 startups, de 1.400 investidores e de 1.200 conferencistas.

A conferência tecnológica teve cabo de fibra ótica suficiente para escalar oito vezes até ao topo do Monte Everest. A estrutura do palco central (Altice Arena) foi reforçada para aguentar um peso equivalente ao de três toneladas de carros. O palco foi feito através de 314 tanques de água e 30 mil watts de som.

Web Summit 2017, dia um em imagens



Mais notícias