“400 milhões é uma exorbitância mas vejo Neymar como rentável”, admite consultor da Escola Real Madrid

César San Juan, docente com responsabilidades na Escola Real Madrid, pronunciou-se ao Jornal Económico sobre a sustentabilidade para o futebol quando se contrata jogadores por 222 milhões de euros, como é o caso de Neymar.

“Quatrocentos milhões de euros é uma exorbitância mas do ponto de vista financeiro, vejo a contratação de Neymar como rentável”, admitiu ao Jornal Económico, César San Juan, consultor e professor da Escola Real Madrid e da Universidade Europeia em Madrid que esteve em Lisboa para administrar um workshop sobre finanças nos clubes de futebol.

Este docente com responsabilidades na Escola Real Madrid pronunciou-se ao Jornal Económico sobre a sustentabilidade para o futebol quando se contrata jogadores por 222 milhões de euros (valor que o Paris Saint Germain pagou ao FC Barcelona pelo craque brasileiro) ou até mesmo por 400 milhões de euros (montante pelo qual se estima que os ‘merengues’ possam contratar aquele que é apontado como o substituto de Cristiano Ronaldo)

“Quatrocentos milhões é uma exorbitância e é calculado de acordo com os parâmetros atuais, que poderão ser outros no futuro. Porquê? Porque quando há uma transferência de Neymar vai pagar-se por este atleta um valor global, próprio do mercado futebolístico. O valor contabilístico e o valor estimado. Mas do ponto de vista contabilístico, uma estimativa não significa nada. O valor dele pode vir a ser menor ou maior”, admitiu este responsável ao Jornal Económico que admite que “do ponto de vista financeiro, vejo Neymar como rentável”.

 




Mais notícias
PUB
PUB
PUB