400 km/h. Tesla vai produzir automóvel mais rápido do mundo

O Tesla Roadster poderá ir dos 0 aos 160 km/h em 4,2 segundos e percorrer 400 metros em 8,8 segundos.

No mesmo dia em que apresentou Semi, o primeiro camião elétrico da Tesla, a fabricante automóvel de Elon Musk tirou uma ‘carta da manga’ e deu a conhecer o desportivo Tesla Roadster, com um design inspirado no modelo desportivo da Lótus.

Se a apresentação do Semi foi uma formalidade, a apresentação do Tesla Roadster, com produção prevista para 2020, foi uma completa surpresa. Principalmente pelo objetivo a cumprir: tornar-se no automóvel de produção mais rápido do mundo.

Na apresentação feita por Elon Musk, em Los Angeles, EUA, o também proprietário da SolarCity e SpaceX, garantiu que o novo desportivo da Tesla atingirá os 100 km/h em menos de dois segundos – concretamente, terá uma aceleração dos 0 aos 96,5 km/h em 1,9 segundos.

Mais, com um motor totalmente eléctrico, o Tesla Roadster poderá ir dos 0 aos 160 km/h em 4,2 segundos e percorrer 400 metros em 8,8 segundos. Os valores parecem surreais, mas Musk garante que este novo Tesla terá uma velocidade máxima de 400 km/h.

À capacidade da caixa de velocidades junta-se a autonomia do motor – constituído por três pequenos motores (um na dianteira e dois na traseira do veículo) que dão ao carro tracção integral – com uma capacidade de percorrer 997,7 km em auto-estrada.

A Tesla já está a preparar-se para começar a aceitar reservas para o seu Roadster, que terá um preço de 200.000 dólares por unidade. Os primeiros mil Tesla Roadster produzidos pertencerão a uma edição limitada com assinatura “Founder Series” e terão um preço de 250.000 dólares.

Ao contrário da revelação do Roadster, a apresentação do Semi, o primeiro veículo pesado da Tesla, foi a confirmação do que já era conhecido.

O início da produção do Semi está prevista para 2019 e, embora seja possível que a Tesla o produza com uma potência entre os 1.200 e os 1.500 cavalos (cv), a autonomia da bateria  será limitada. Pelo menos para os padrões da Tesla. É que quanto maior é a bateria, mais cara fica a sua produção e mais pesado fica o veículo. Ainda assim, Musk garantiu que o Semi poderá percorrer 800 km, em total autonomia, com carga máxima. Em comparação, um camião a gasóleo percorre, no máximo, 800 a 900 km.

A grande revelação sobre o primeiro camião da Tesla está no habitáculo. Como o veículo não terá o motor à frente ou por baixo do assento, a Tesla coloca o lugar do condutor mesmo na dianteira do camião, assegurando total visibilidade em todas as direções.



Mais notícias