31 de agosto: Vem aí greve de 24 horas da Carris

Trabalhadores da Carris vão fazer "uma greve de 24 horas" no dia 31 de agosto para contestar os cortes salariais e ao incumprimento dos contratos de trabalho, anunciou o Sindicato Nacional dos Motoristas (SNM).

“Parece que este Governo está a seguir os ‘Passos’ do outro que o antecedeu. Aparentemente os contratos, com este Governo, também não são para serem cumpridos. Parece que, na perspetiva do Governo, os cortes salariais são para continuar”, declarou o sindicato dos motoristas, referindo que “os trabalhadores da Carris estão saturados de serem desrespeitados sistematicamente”.

Neste sentido, a greve convocada para 31 de agosto vai servir para a realização de um plenário geral centralizado em frente ao Conselho de Administração da Carris, na estação de Miraflores, em Lisboa, para que os trabalhadores, juntamente com o sindicato, decidam o que fazer.

O sindicato SNM sublinhou que os trabalhadores da Carris têm sofrido com os cortes salariais, o congelamento das atualizações salariais e das carreiras profissionais, bem como com o facto de “terem sido obrigados a trabalhar de borla durante a prestação de trabalho suplementar, de não terem sido avaliados conforme o previsto no acordo de empresa e de serem obrigados a fazer deslocações durante o serviço sem que as mesmas sejam consideradas como tempo de trabalho”.

“Vem agora este Governo publicar um decreto-lei que simplesmente ignora o acordo de empresa que foi assinado pelos sindicatos e pela empresa, determinando à revelia do acordado, a forma e a fórmula do pagamento dos complementos de pensões de reforma ou invalidez a todos os trabalhadores da Carris”, apontou o sindicato dos motoristas.



Mais notícias