InícioOpiniãoColunistas
Colunistas

Não seria má ideia mudar as regras: em vez de demitir-se um ministro responsável por um dossiê mal gerido, era mais eficaz obrigá-lo a resolver o problema.

Eu, criminoso, me confesso. Sou proprietário de um terreno abandonado no interior profundo do país.

Está na moda criticar o trabalho dos jornalistas. Basta abrir as redes sociais, esses pelourinhos modernos, para perceber como a imagem dos jornalistas perante a opinião pública está muito enfraquecida. Nunca como agora a palavra “jornaleiros” foi usada para descrever a nossa profissão de forma depreciativa.

A quem interessa que a tónica seja colocada no combate aos fogos e não na sua prevenção? Neste caso, como em muitos outros, a resposta poderá ser encontrada no velho adágio "Follow the money”.

Espero estar enganado. Espero que aquilo que observo não seja um pântano, mas uma verdadeira maturidade tranquila da nova "democracia dos afetos" em que vivemos.

Não deixa de ser curioso (ou talvez não) que, numa altura em que a investigação criminal no nosso país atingiu os “grandes e poderosos”, se venha colocar em cima da mesa o recurso à denúncia premiada.

Não devemos incorrer nos linchamentos públicos, utilizando uma catástrofe que nos enluta, com um fim próprio e muito arredado do cerne da questão.

Esta crónica não é sobre a farsa política que vivemos, mas sobre o modo como a aceitamos.