InícioOpinião Secção
Opinião Secção

Os gastos de financiamento são fator chave e as alterações que têm vindo a ser introduzidas em sede de política fiscal têm vindo alterar a atratividade do financiamento através capital próprio.

A valorização do par cambial euro-dólar nos últimos dois meses é um desenvolvimento que tem intrigado os investidores. Poucos anteviam que o euro-dólar cavalgasse para além dos 1,15 numa fase em que o diferencial de taxas de juro norte-americanas e europeias está perto de máximos de vários anos.

Para efeitos do apoio à reabilitação urbana, são elegíveis as intervenções de reabilitação integral de edifícios com idade igual ou superior a 30 anos.

A Lei n.º 62/2017 é equívoca quanto a este aspeto central. Em relação às empresas cotadas que adotam um modelo de governo dualista – ou seja, um modelo de governo com conselho de administração executivo e conselho geral e de supervisão –, a letra da lei afasta-se da proposta de Diretiva europeia.

Nos EUA, aumenta o descrédito de que Trump consiga implementar as medidas que, há meses, concentraram a atenção dos investidores.

Não deveriam as entidades patronais ajustar as suas políticas à realidade demográfica e proporcionar a todos um envelhecimento ativo e de qualidade?

A Relação de Lisboa assinala que os “clientes mistério” limitam-se a observar os trabalhadores na perspectiva do cliente, sendo, pois, “clientes qualificados”, especialmente treinados para a deteção de falhas na prestação dos serviços.

O “EY Portugal - Attractiveness Survey 2017” foi lançado no dia 11 de julho com resultados animadores.