InícioObjetivoObjetivo Política & Economia
Objetivo Política & Economia

Joana Marques Vidal, na PGR, tem trabalhado em prol de uma sociedade mais limpa, com menos corrupção, agora até no futebol. É do interesse da comunidade que continue no cargo. Assim ela também o queira.

Está na altura de não se perder tempo com o assessório e construir uma agenda jornalística independente da agenda político-partidária, que tudo contamina.

É tempo dos deputados deixarem de ser politicamente cobardes, como demonstram ao viabilizar uma comissão de inquérito a Manuel Pinho (justificada, claro), tratando-o de forma diferente de Sócrates.

A Liberdade está ameaçada por novos perigos. A Democracia portuguesa foi aprisionada pelos gestores do sistema. A III República está doente, minada pela corrupção.

António Costa não pode ficar refém de uma "Geringonça 2.0" nem Rui Rio do CDS pós Portas. Ambos ganham em sugerir que podem entender-se. Estão a fazer política, cálculos, a tentar fazer crescer os respetivos campos

Se Sócrates fosse um comentador ter-se-ia esquecido de falar das 15 provas contra Lula e dos outros seis casos em andamento. Mas não, ele é apenas, um político. Não está ali para esclarecer. Só quer influenciar, convencer, arrebanhar – e, neste caso, antecipando necessidades próprias

No caso GPS, estamos perante o tráfico de influências em todo o seu esplendor criminoso e de novo no eixo das famílias PS-PSD. Esta é uma tragédia na sociedade portuguesa que se vai desenrolando à vista de todos e em processos sucessivos sem que os partidos reajam. Até quando?

Recordo: devido a um pacto político estabelecido no Parlamento, a que se juntaram o PCP e o BE, nunca conheceremos os nomes dos responsáveis por tudo aquilo que aconteceu na Caixa Geral de Depósitos, o banco do 'sistema', há muito governado por PS, PSD e CDS

PUB
PUB
PUB